Novavax começa teste em estágio inicial para vacina combinada contra gripe e Covid-19

A empresa disse em maio que espera que a combinação das vacinas seja crítica no combate às variantes da Covid-19

Redação
Compartilhe esta publicação:
Dado Ruvic/Reuters
Dado Ruvic/Reuters

Frascos de vacina contra a Covid-19 e seringa em frente ao logotipo da farmacêutica Novavax

Acessibilidade


O desenvolvedora de vacina Novavax Inc disse hoje (8) que começou um estudo em estágio inicial para testar sua vacina combinada contra a gripe e a Covid-19.

O ensaio, que será conduzido na Austrália, envolverá 640 adultos saudáveis ​​com idades entre 50 e 70 anos e quem tenham sido previamente infectados com o coronavírus ou tomado uma vacina contra a Covid-19 autorizada pelo menos oito semanas antes do estudo. Os participantes receberão uma combinação da vacina candidata contra a Covid-19 da empresa, NVX-CoV2373, e sua vacina contra Influenza, NanoFlu, junto com um adjuvante ou reforço da vacina.

LEIA MAIS: Vacina da Novavax é mais de 90% eficaz em teste dos EUA

“A combinação dessas duas vacinas… pode levar a maior eficiência para o sistema de saúde e alcançar altos níveis de proteção contra a Covid-19 e influenza com um único regime [de dose]”, disse Gregory Glenn, presidente de Pesquisa e Desenvolvimento da Novavax, em declaração.

A Novavax disse em maio que espera que a combinação das vacinas de influenza e de Covid-19 seja crítica no combate às variantes do coronavírus.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Em estudos pré-clinicos, sua vacina NanoFlu/NVX-CoV2373 gerou respostas robustas para influenza A e B e protegeu contra o coronavírus.

A farmacêutica espera obter os resultados do teste no primeiro semestre de 2022.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: