Número de pessoas com demência deve chegar a 78 milhões até 2030, alerta OMS

A demência custa ao mundo US$ 1,3 trilhão por ano, segundo a OMS.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Fabrice Coffrini/Pool/Reuters
Fabrice Coffrini/Pool/Reuters

Só um em cada quatro países tem uma diretriz nacional em vigor para apoiar pacientes com demência e suas famílias

Acessibilidade


Mais de 55 milhões de pessoas de todo o mundo estão vivendo com demência, um problema neurológico que as priva de sua memória e custa ao mundo US$ 1,3 trilhão por ano, disse a OMS (Organização Mundial da Saúde) hoje (2).

A doença progressiva pode ser causada por derrames, lesões cerebrais ou Mal de Alzheimer. Como as populações envelhecem, projeta-se que o número de vítimas chegará a 78 milhões até 2030 e a 139 milhões até 2050, alertou a OMS em um relatório.

LEIA MAIS: Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Só um em cada quatro países tem uma diretriz nacional em vigor para apoiar pacientes com demência e suas famílias, disse a agência, pedindo aos governos que reajam ao desafio de saúde pública.

“A demência priva as pessoas de suas lembranças, independência e dignidade, mas também priva o resto de nós das pessoas que conhecemos e amamos”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“O mundo está falhando com as pessoas com demência, e isto fere todos nós.”

Em 2015, ministros da Saúde concordaram com um plano de ação global, incluindo diagnósticos precoces e cuidados, mas estão aquém das metas programadas até 2025, segundo a entidade.

“A demência é verdadeiramente uma preocupação de saúde pública global, e não somente em países de renda alta. De fato, mais de 60% das pessoas com demência vivem em países de baixa e média renda“, explicou Katrin Seeher, especialista do departamento de saúde mental da OMS, em uma entrevista coletiva. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: