Itália elimina exigência de máscaras em ambientes externos e quer aumentar limites de público em estádios

A partir do dia 11 de fevereiro até o dia 31 de março, o uso de máscaras será necessário apenas em locais fechados ou com aglomeração.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Aleksandar Georgiev/Getty Images
Aleksandar Georgiev/Getty Images

As novas regras para o uso de máscaras vêm em resposta à melhora da situação do coronavírus no país

Acessibilidade


O governo italiano suspendeu hoje (8) a obrigatoriedade do uso de máscaras em ambientes externos na maioria das circunstâncias, em resposta à melhora da situação do coronavírus, e anunciou que vai aumentar os limites de público nos estádios do país.

De acordo com as novas regras definidas pelo ministro da Saúde, Roberto Speranza, a partir do dia 11 de fevereiro até o dia 31 de março será necessário o uso de máscaras apenas em áreas tumultuadas e em locais públicos internos.

Mais cedo, Speranza e a ministra dos Esportes, Valentina Vezzali, disseram que o governo busca cada vez mais aumentar o limite de público em estádios esportivos a partir do dia 1º de março.

VEJA TAMBÉM: Conheça aplicativo criado para agilizar a retomada de shows e eventos esportivos

Os ministros disseram em nota que a partir daquela data têm a intenção de aumentar o teto de público para 75% da capacidade de estádios abertos e para 60% em recintos internos. Os limites estão atualmente em 50% da capacidade para ambientes abertos e 35% para ambientes fechados.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O número de novas infecções e hospitalizações pela Covid-19 na Itália está em queda gradual nas últimas semanas, mas o número de mortos continua inabalavelmente alto, com entre 300 e 450 fatalidades na maioria dos dias.

LEIA TAMBÉM: Companhia italiana descobre forma de detectar Covid-19 pelo som

Hoje (8) foram registrados 101.864 novos casos e 415 mortes.

Compartilhe esta publicação: