O que é gua sha e como a técnica pode te ajudar?

Técnica da medicina oriental usa ferramentas, como pedras de jade e quartzo rosa, para esfregar a pele e aumentar o fluxo sanguíneo

Erin Gregory
Compartilhe esta publicação:
Forbes
Forbes

Pedra para realizar gua sha

Acessibilidade


Gua sha é uma técnica tradicional da medicina oriental asiática que usa uma série de ferramentas para raspar ou esfregar a pele a fim de aliviar a estagnação do sangue, ou estase, que se refere a quando o sangue não atinge adequadamente todas as áreas do corpo. Essa falta de fluxo sanguíneo pode causar sintomas como rigidez, inchaço, tensão ou dor. O objetivo geral do gua sha é mover o qi de uma pessoa (chi) – uma energia vital que existe no corpo, de acordo com a medicina chinesa – para liberar a dor ou outros sintomas.

Usado no corpo e no rosto, acredita-se que o gua sha tenha uma série de benefícios à saúde. Saiba mais sobre essa prática, o que ela faz, como é realizada e se vale a pena considerar incluir em sua rotina de bem-estar.

Leia mais: Estudo mostra quais crenças dos pais prejudicam as crianças – e como evitá-las

O que é gua sha?

Gua sha utiliza ferramentas suaves para esfregar ou “raspar” a pele, com a intenção de aumentar o fluxo sanguíneo e liberar a estagnação.

“Gua sha pode fornecer uma variedade de resultados”, diz Lee Wilcher, massagista certificado da Five Star Therapeutic Massage em Fort Wayne, Indiana (EUA). Melhorar o sistema imunológico também está entre seus benefícios potenciais, e pode até evitar o próximo resfriado, ajudando o corpo a liberar toxinas e promover uma drenagem linfática.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Eu usei gua sha principalmente para condições musculoesqueléticas, como dor, tensão e espasmos musculares, tendinite e para tratamento de tecido cicatricial”, diz Daniel Katz, acupunturista e fisioterapeuta licenciado da Wildwood Medicine em Portland, Maine (EUA). “O tratamento é usado para promover a circulação na área local, a fim de reduzir a dor e promover a cura.”

A prática antiga é mais comumente realizada no pescoço, ombros, costas e rosto. O gua sha pode ser usado como remédio caseiro ou praticado em um ambiente clínico com um acupunturista ou massoterapeuta.

Gua sha para o corpo

Existem inúmeros estilos e aplicações de gua sha para diferentes áreas do corpo, desde movimentos intensos e vigorosos até movimentos suaves e relaxantes. “O uso de gua sha é tradicionalmente feito de forma vigorosa e mais intensa que resulta em petéquias transitórias (pequenos pontos vermelhos formados por vasos sanguíneos rompidos) na pele”, diz Katz.

Aplicar pressão com as ferramentas de borda arredondada usadas durante o tratamento com gua sha no corpo pode causar a ruptura dos capilares, resultando em petéquias e marcas semelhantes a hematomas. Essa liberação de vasos sanguíneos tem efeito terapêutico no corpo e aumenta o fluxo sanguíneo para as áreas a serem tratadas, não devendo causar dor. Quaisquer marcas geralmente desaparecem dentro de alguns dias de tratamento.

“Gua sha promove principalmente a circulação nos tecidos locais e a circulação do qi ao longo dos canais ou meridianos de acupuntura”, diz Katz. “Isso é feito através da promoção da circulação sanguínea ou do movimento linfático (fluido corporal aquoso)”.

Quando usado no corpo, o gua sha é frequentemente realizado para liberar a estagnação e aliviar a dor em condições como dor lombar crônica, dor musculoesquelética e dor no pescoço. Um estudo relata que o tratamento com gua sha em participantes resultou em aumento da circulação em pequenos vasos sanguíneos em todo o corpo, bem como uma diminuição significativa da dor.

Gua sha para o rosto

O gua sha facial é conhecido por estimular a circulação, produzir colágeno, diminuir o inchaço e a inflamação, firmar a pele, iluminar a tez, liberar a tensão e modelar os músculos faciais, de acordo com Wilcher. Isso é feito através da promoção da circulação sanguínea e do movimento linfático.

“Um uso mais moderno é o uso suave de gua sha facial para promover a circulação e obter menos rugas”, diz Katz. “Isso é promovido como um ‘lifting natural do rosto’.”

O gua sha para o rosto usa uma pedra gua sha facial. Essas pedras são feitas de materiais como jade, bian e quartzo rosa e são moldadas em uma borda lisa. O óleo é aplicado no rosto antes do início da prática, permitindo que a pedra deslize suavemente sobre a pele em movimentos longos e lentos.

“Tratar o rosto é uma maneira suave e delicada de reduzir as aderências ao crânio e drenar o excesso de toxinas e fluidos do rosto”, diz Wilcher. Gua sha também pode ser usado para tratar a disfunção da articulação temporomandibular (ATM) – dor ou problemas causados ​​pela articulação que conecta o maxilar e o crânio, incluindo rigidez da mandíbula, cliques ou estalos – e distúrbios da mandíbula nos tecidos moles, acrescenta ele.

Como praticar gua sha

O método de praticar o Gua Sha e quais ferramentas funcionam melhor varia de acordo com as necessidades de um indivíduo.

“A técnica de usar o gua sha para tratar diferentes áreas do corpo e considerar a complexidade da condição da pessoa é a principal diferença na forma como é aplicada”, diz Katz. “Por exemplo, um jovem atleta com uma distensão no tendão requer uma abordagem mais vigorosa e agressiva, enquanto uma pessoa mais velha ou alguém com pele delicada exigirá uma técnica muito mais suave”.

Ferramentas para usar

Uma infinidade de ferramentas foram usadas ao longo da história do gua sha, incluindo uma colher de sopa chinesa, uma tampa de metal lisa, uma pedra de jade afiada ou um osso, como uma costela de vaca ou chifre de búfalo. Usando óleo ou água para uma aplicação suave, uma dessas ferramentas é normalmente esfregada sobre a pele com alguma pressão para imitar um movimento de raspagem.

Se praticar em casa, primeiro considere qual área do corpo está sendo tratada. Ferramentas modernas comuns para gua sha facial ou para pescoço e ombros são a pedra gua sha ou uma colher gua sha.

Pedra: Esta pequena ferramenta pode ser feita de jade, quartzo ou outros tipos de pedra lisa e tem bordas arredondadas. É comumente usado para gua sha facial para aliviar a tensão, esculpir a pele e aumentar a circulação.

Colher: Projetada para liberar a tensão através de pontos de acupressão e esculpir os músculos faciais, a colher gua sha é usada para um trabalho mais preciso. Como o nome pode sugerir, esta ferramenta tem a forma de uma colher e pode ser feita de variedades de pedra, incluindo jade ou quartzo rosa.

Leia mais: Os perigos do cigarro eletrônico para a saúde e a pele

Movimentos faciais

Ao praticar o gua sha no rosto, a técnica deve ser suave e pensada mais como uma forma de massagear o rosto, explica Katz.

Primeiro, aplique um óleo facial leve no rosto para garantir que a pedra deslize sobre a pele. Para iniciar a massagem facial, Wilcher recomenda usar a ferramenta de sua escolha para fazer movimentos suaves da maçã do rosto em direção ao queixo com um movimento descendente. Isso permite que o fluido seja drenado do rosto em sincronia com o fluxo natural do seu corpo. Movimentos suaves e ascendentes também podem levantar a pele. Para fazer isso, mova a pedra em um longo movimento ascendente do queixo até a borda externa da sobrancelha. A pressão ao aplicar o gua sha facial deve ser leve e sem dor.

Em seguida, mova a pedra em movimentos longos e suaves seguindo a linha da mandíbula, começando no queixo e terminando perto da orelha. Em seguida, desça pelo pescoço, parando na clavícula. Repita cada um desses movimentos de seis a nove vezes. Para aliviar o inchaço e o inchaço sob os olhos, aplique uma leve pressão sob os olhos e mova a pedra  em movimentos suaves do canto interno do olho para o canto externo do olho.

Para a área da testa, Wilcher sugere mover a pedra ao longo da linha da testa, depois em movimentos ascendentes começando na testa e deslizando até a linha do cabelo. Repita todos os movimentos de seis a nove vezes, três vezes por semana para ver resultados visíveis.

Gua sha é seguro?

Se você estiver interessado, tenha certeza de que a prática é segura e eficaz. Embora leves hematomas ou descoloração possam ocorrer após uma massagem com gua sha no corpo, é considerado um efeito colateral normal. Alguma dor após o tratamento também pode ocorrer.

O corpo de cada indivíduo responderá de maneira diferente, acrescenta Wilcher. A textura e a densidade muscular de um paciente influenciam fortemente a forma como o praticante escolhe incorporar o gua sha em uma massagem ou tratamento facial. Indivíduos interessados ​​em gua sha para o corpo devem procurar tratamento com um profissional treinado especializado em acupuntura, práticas de medicina oriental ou massagem terapêutica, especificamente na forma de gua sha.

O tratamento com gua sha não é recomendado para pacientes que tomam anticoagulantes. Informe o seu massagista ou acupunturista sobre quaisquer condições médicas antes do seu tratamento para que eles possam fazer os ajustes adequados. Como em qualquer regime de bem-estar, fale com seu médico para decidir se a técnica é adequada para você.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: