Em busca de novos ares

Gobbi, empresa especializada em cidadania europeia, registra aumento de 30% em contratos no primeiro trimestre.

Infomercial Gobbi
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

O italiano Domenico Praticò, CEO da Gobbi

Acessibilidade


O sonho de estudar, trabalhar ou simplesmente viver bem em outro país ganhou um imenso empurrão nestes tempos de pandemia. A busca por ares mais saudáveis entrou definitivamente na lista dos motivos que fazem com que cada vez mais brasileiros olhem para fora atrás de uma vida mais plena, na qual possam andar livremente pelas ruas, exercer suas atividades sem restrições e até mesmo respirar sem medo.

Prova disso é a movimentação do mercado de assessoria para brasileiros que buscam a dupla cidadania junto a países europeus. “A chegada inesperada da pandemia, somada ao cenário econômico e político instável não somente no Brasil, mas em muitos outros países, gerou uma urgência generalizada na busca por uma melhor qualidade de vida, por mais liberdade de ir e vir e por mais segurança em todos os aspectos”, afirma Micheli Gobbi, diretora executiva da Gobbi Assessoria e Consultoria, escritório especializado nos trâmites para obtenção de dupla cidadania, com escritórios no Brasil, Itália e Portugal. Segundo Micheli, a empresa registrou aumento de 30% nos contratos de assessoria para cidadania italiana no primeiro trimestre de 2021 em comparação com o mesmo período de 2020.

Tal aumento se justifica pela longa lista de benefícios e facilidades para aqueles que dispõem de um passaporte europeu. Além de poder viver legalmente em qualquer país da Europa, os clientes citam como principais motivações: o acesso a algumas das melhores escolas e universidades do mundo presentes no Velho Continente, que oferecem vagas e valores diferenciados a cidadãos europeus; a facilidade de realizar negócios e investimentos dentro da União Europeia; e até a possibilidade de se aposentar somando o tempo de contribuição no Brasil e na Itália ou Portugal graças acordos bilaterais entre as previdências.

Divulgação
Divulgação

Micheli Gobbi, diretora executiva da consultoria

A especialista explica que os benefícios não se restringem à Europa. Ao obter um passaporte europeu, a entrada em países como Estados Unidos, Austrália, Canadá, Japão e Emirados Árabes fica isenta de vistos. Para quem deseja investir em países como os EUA, o caminho para quem tem um passaporte europeu também é mais curto.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Muitos brasileiros ainda não conhecem seu direito à dupla cidadania. Para requerer a italiana, por exemplo, não existe limite de geração – basta comprovar a genealogia familiar por meio de certidões”, explica Domenico Praticò, CEO da Gobbi. Nascido na Itália, ele lembra que a dupla nacionalidade será herdada pelas futuras gerações da família.

Micheli afirma que não é necessário esperar a pandemia acabar para garantir a dupla cidadania: todo o processo pode ser realizado online junto ao Tribunal de Roma, em um prazo médio de dois anos e sem a necessidade de o requerente se deslocar até a Itália. “Tudo o que vivemos no último ano nos mostrou que não temos tempo a perder. O momento de buscar nossos sonhos e as melhores alternativas para nossa vida é hoje.”

Para mais informações, acesse https://www.gobbiconsultoria.com/.

*Infomercial é conteúdo patrocinado, de responsabilidade exclusiva dos autores, e não reflete a opinião da Forbes Brasil e de seus editores.

Compartilhe esta publicação: