Petrobras aprova Roberto Castello Branco como novo CEO

Reuters
Roberto Castello Branco assumirá como novo CEO da Petrobras a partir de 1 de janeiro de 2019

A Petrobras afirmou ontem (21) que seu conselho de administração nomeou Roberto Castello Branco para o cargo de presidente-executivo da petroleira.

LEIA MAIS: Dança das cadeiras: veja a movimentação dos CEOs em 2018

Castello Branco, indicado pelo presidente eleito Jair Bolsonaro, substituirá o atual presidente, Ivan Monteiro, a partir de 1 de janeiro de 2019.

O novo presidente, que também será membro do conselho, é graduado em economia, com doutorado na Fundação Getulio Vargas (FGV EPGE) e pós-doutorado na Universidade de Chicago, mesma escola do futuro ministro da Economia, Paulo Guedes.

Castello Branco também já foi diretor da mineradora Vale, do Banco Central, do Banco Boavista e do Banco InterAtlântico, além de ter sido membro do conselho de administração da Petrobras entre maio de 2015 e abril de 2016.

Segundo fato relevante nesta sexta-feira, Monteiro será dispensado da presidência da estatal a partir de 31 de dezembro. Simultaneamente, também deixará o cargo de conselheiro.

O conselho também aprovou a dispensa de Nelson Silva do cargo de diretor-executivo de Estratégia, Organização e Sistema de Gestão, e de Jorge Celestino Ramos do cargo de diretor-executivo de Refino e Gás Natural, também a partir do dia 31.

VEJA TAMBÉM: Lava Jato e Petrobras pedem ressarcimento de R$ 3 bi

Segundo fato relevante, Solange da Silva Guedes, diretora-executiva de Exploração e Produção, e Eberaldo de Almeida Neto, diretor-executivo de Assuntos Corporativos, acumularão as posições dos diretores dispensados pelo prazo de 90 dias ou até que o conselho delibere sobre novos diretores.

Já está no disponível no aplicativo ForbesBrasil a edição 64 com a lista Under30.
Baixe o app na Play Store ou na App Store.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).