Governo não vetará acordo entre Boeing e Embraer

Getty Images
Comunicado diz que a proposta preserva a soberania e os interesses nacionais

O governo brasileiro não exercerá o poder de veto a que tem direito no acordo entre Boeing e Embraer, disse hoje (10) a Presidência da República.

LEIA MAIS: Governo não quer interromper negociação Embraer/Boeing

“O presidente [Jair Bolsonaro] foi informado de que foram avaliados minuciosamente os diversos cenários e que a proposta final preserva a soberania e os interesses nacionais. Diante disso, não será exercido o poder de veto (golden share) ao negócio”, afirma a nota.

Pouco antes, Bolsonaro afirmou em sua conta no Twitter que a União não vai se opor ao andamento do negócio entre as duas fabricantes de aeronaves. Apesar de a Embraer ser uma empresa privada, o governo brasileiro detém uma “golden share” na companhia, que lhe dá poder de veto em decisões da empresa.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).