Julgamento de Harvey Weinstein é marcado para maio

Alec Tabak/Pool via Reuters
Ex-poderoso de Hollywood enfrenta 5 acusações e pode pegar prisão perpétua

O destronado magnata da indústria cinematográfica Harvey Weinstein será julgado em 6 de maio por uma corte de Manhattan pela acusação de abuso sexual contra duas mulheres, segundo uma petição protocolada por seu advogado. Weinstein é acusado de praticar sexo oral à força em uma mulher em julho de 2006, e de estuprar outra em março de 2013. Ele enfrenta cinco acusações, entre elas a de estupro, e pode ser condenado a prisão perpétua.

LEIA MAIS: Como está o #MeToo depois de um ano

Mais de 70 mulheres, em sua maioria jovens atrizes e outras profissionais da indústria do cinema, denunciaram Weinstein, de 66 anos, por ataques sexuais que remontam a décadas. O escândalo ajudou no surgimento do movimento #MeToo, no qual mulheres do entretenimento, da política e de outros ramos acusam homens em posições de poder de má conduta sexual.

Weinstein, que alegou ser inocente ao ser preso em maio de 2018, tem negado todas as acusações, afirmando que toda relação sexual que teve foi consensual.

O processo em Nova York, promovido pela promotoria do distrito de Manhattan, foi até hoje a única ação penal resultante das acusações contra ele. O advogado de Weinstein, Benjamin Brafman, revelou a data do julgamento de seu cliente em uma petição na véspera em outro processo, aberto por um acusador não-identificado. A defesa tenta suspender este caso até que a ação penal seja julgada.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).