Airbnb contrata executivo de companhia aérea

Getty Images
O serviço pode incluir desde um operador de ônibus de turismo até uma frota de táxis, motorista de tuk-tuk ou guia de barcos

O Airbnb está se preparando para adicionar opções de transporte à sua linha de serviços de viagens, em uma estratégia da companhia para encontrar novas áreas de crescimento fora de seu negócio original de aluguel de residências para temporadas.

LEIA MAIS: Airbnb contrata Dave Stephenson, veterano da Amazon

A empresa anunciou a contratação de Fred Reid, um executivo veterano da indústria de aviação, como chefe de transporte global, marcando o passo mais definitivo para a execução de um plano de mais de dois anos de trabalho.

Em um evento em Los Angeles no final de 2016, o Airbnb divulgou seus esforços para se tornar um site completo de viagens e sugeriu planos para incluir serviços de transporte que os viajantes poderiam reservar junto com a estadia.

O presidente-executivo da empresa, Brian Chesky, disse que a emissão de passagens de avião não será acrescentada à lista.

“Não estou interessado em construir nossa própria companhia aérea ou criar apenas outro lugar na internet onde você possa comprar uma passagem de avião, mas há uma tremenda oportunidade de melhorar a experiência de transporte para todos”, disse Chesky.

O Airbnb não especificou o que isso implicaria, mas uma pessoa familiarizada com os planos da empresa disse que a companhia fará parceria com provedores de transporte para que eles possam oferecer seus serviços. Isso pode incluir desde um operador de ônibus de turismo até uma frota de táxis, motorista de tuk-tuk ou guia de barcos em um rio.

VEJA TAMBÉM: Receita do Airbnb ultrapassa US$1 bi no terceiro tri

As novas linhas de negócios são críticas para que o Airbnb continue crescendo, mesmo com a desaceleração de seu negócio original de reservas de casas, prejudicado por regulamentações que limitaram os aluguéis de curto prazo em áreas urbanas como São Francisco e Nova York. A empresa tem sido culpada por uma elevação dos preços de imóveis em grandes mercados.

O objetivo da companhia é que os viajantes reservem cada parte de sua viagem no Airbnb, com a empresa recebendo uma fatia de cada transação e impulsionando a receita. Está sendo planejada uma oferta pública inicial (IPO) de ações este ano, e os investidores estarão focados no crescimento quando decidirem como valorizar a empresa.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).