Amazon e GM negociam com startup de picapes elétricas

GettyImages
O acordo daria à Amazon e à GM participações minoritárias na Rivian.

Amazon.com e General Motors estão em conversas para investir na Rivian Automotive, em um acordo que avalia a fabricante de picapes elétricas dos Estados Unidos entre US$ 1 bilhão e US$ 2 bilhões, disseram fontes próximas do assunto.

LEIA MAIS: Amazon reconsidera sede em NY após enfrentar oposição

O acordo daria à Amazon e à GM participações minoritárias na Rivian, segundo as fontes. A transação daria um grande impulso para a startup de Plymouth, com sede em Michigan, que aspira a ser a primeira montadora do mercado dos EUA com uma picape elétrica.

Se as negociações forem concluídas com sucesso, um acordo pode ser anunciado já neste mês. “Nós admiramos a contribuição da Rivian para um futuro de emissões zero e totalmente elétrico”, disse a GM em comunicado, mas sem comentar especificamente qualquer eventual discussão com a startup.

Representantes da Amazon e da Rivian não se pronunciaram.

A parceria surge em um momento em que a rival de carros elétricos Tesla tenta estabilizar a produção e entregar resultados consistentes enquanto lança seu sedã Model 3.

O presidente-executivo da Tesla, Elon Musk, disse a investidores em agosto que uma picape elétrica é “provavelmente minha escolha favorita para o próximo produto” da empresa, embora tenha falado apenas sobre um potencial lançamento, dizendo que isso aconteceria “logo depois” do modelo Tesla Y, que a empresa tem como objetivo iniciar a produção em 2020.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).