Bitcoin pode equiparar série mais longa de ganhos

Getty Images
A criptomoeda acumula ganho de mais de 10% desde quarta-feira da semana passada (13)

O Bitcoin caminha hoje (20) para equiparar a mais longa série de ganhos do ano passado, com operadores vislumbrando um sexto dia seguido de alta em meio a forte movimento de compras de moedas menores e percepção de que as criptomoedas estão ganhando terreno na indústria financeira.

LEIA MAIS: Bitcoin sobe para mais de US$ 3.400

A criptomoeda acumula ganho de mais de 10% desde quarta-feira da semana passada (13). A segunda maior moeda digital em valor de mercado, o Ethereum, teve ganho de 21% no mesmo período e a terceira mais importante, XRP, somava 9,5%.

Seis dias consecutivos de ganhos são uma raridade para o Bitcoin, que viu série semelhante pela última vez em julho do ano passado. Desde então, o preço da moeda não se recuperou e é negociada neste ano entre US$ 3 mil e US$ 4 mil.

A entrada de investidores tradicionais no mercado de criptomoedas e um quadro regulatório mais claro, citados como prováveis catalisadores para os preços deste tipo de ativo, ainda não ocorreram em escala significativa.

Nesta quarta-feira, o Bitcoin era negociado a US$ 3.918, alta de 0,8%.

Operadores e analistas citaram algumas notícias percebidas como positivas para o movimento de alta das criptomoedas, incluindo a introdução pelo JP Morgan de uma moeda digital para pagamentos em sua rede de blockchain privada.

VEJA TAMBÉM: Calvin Klein estreia pagamentos com bitcoins

Mati Greenspan, analista da eToro em Israel, afirmou que uma escassez na criação de Ethereum adicionou força ao rali neste ano.

Os movimentos de preços entre criptomoedas são altamente correlacionados e um salto no preço do Ethereum no domingo (17) precedeu um ganho de 7% do Bitcoin na segunda-feira (18).

“Você tem que pensar no operador de criptomoedas em sua mesa – ele vê os movimentos em todo o mercado e então compra suas moedas preferidas”, disse Greenspan. “Agora isso é apenas motivado por otimismo.”

As chamadas “alt coins” também registraram fortes ganhos na semana passada, com EOS e Litecoin avançando 35% e 21% respectivamente desde quarta-feira. Os movimentos nesta moedas precederam a compra de Bitcoin, disse Josh Bramley, da Blockstars. A identidade dos responsáveis pelo rali do Bitcoin é impossível de ser estabelecida.

Oliver von Landsberg-Sadie, presidente da corretora BCB Group, afirmou que fundos de hedge especializados em criptomoedas baseadas em Londres e nas Ilhas Cayman enviaram ordens nos últimos dias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).