Dólar tem pouca variação ante real

iStock
Às 10:19, a moeda norte-americana avançava 0,24%, a R$ 3,6675 na venda

O dólar tinha pouca variação no pregão da manhã de hoje (1) ante o real, com o mercado atento ao Congresso, que deve ter um dia agitado com a eleição das presidências de cada Casa, e em meio à cautela com o crescimento na China.

LEIA MAIS: Dólar recua com força ante real

Às 10:19, a moeda norte-americana avançava 0,24%, a R$ 3,6675 na venda, após fechar na véspera com queda de 1,77%, a R$ 3,6588.

Na manhã desta sexta-feira o mercado observa um ajuste de posições, com investidores realizando lucros após a forte queda no pregão da quinta-feira (31). No mês de janeiro, a divisa registrou recuo de 5,60% ante o dólar. O dólar futuro operava em alta de cerca de 0,6%.

A grande pauta do dia é a retomada dos trabalhos em Brasília, com votações previstas para 18h. Na Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) tenta a reeleição como presidente, sendo o favorito na disputa.

No Senado, o MDB escolheu, por uma margem apertada na noite de quinta-feira, o nome de Renan Calheiros (AL) para levar à disputa pela presidência da Casa, mas há um grupo anti-Renan que tentará levar a eleição para o segundo turno.

Aliados de Renan reconhecem que o cacique emedebista deve enfrentar dificuldades na votação. O senador chegou a ser alvo de 18 inquéritos no STF, em maioria ligados à Lava Jato, e apoiou o PT durante a campanha eleitoral, mas adotou uma nova postura, fazendo acenos a Bolsonaro, após as eleições.

VEJA TAMBÉM: Dólar fecha quase estável frente a real antes do Fed

Na avaliação de participantes do mercado, o nome de Renan agrada o ministro da Economia, Paulo Guedes.

“É importante reforçar que Renan, embora um símbolo da chamada ‘velha política’, agrada ao ministro Paulo Guedes por sua maior capilaridade entre os partidos; ou seja, com maior potencial de sucesso na iminente aprovação da reforma da Previdência”, afirmou a operadora H.Commcor em nota.

A definição das mesas diretoras é importante pois permitirá que o governo comece a avançar com a sua agenda econômica, inclusive a tão aguardada reforma da Previdência.

“Existe uma expectativa muito positiva com relação aos nomes que estão em pauta. Caso seja confirmada essa expectativa, a tendência é que haja uma valorização do real, diante da perspectiva de que a reforma da Previdência pode ganhar mais força”, afirmou o operador de um banco nacional.

No exterior, após um pregão de bom humor com a sinalização mais moderada do Fed na véspera, investidores veem com preocupação dados que mostraram contração na atividade industrial chinesa.

E TAMBÉM: Dólar cai levemente ante real

Os EUA divulgam, às 11h30, dados sobre o mercado de trabalho e os investidores devem buscar qualquer sinal de fraqueza.

O Banco Central realiza nesta sessão leilão de até 10,33 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares para rolagem do vencimento de março, no total de US$ 9,811 bilhões.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).