Promoção dos indicados ao Oscar consome milhões

Divulgação
A campanha publicitária de “Roma” custou cerca de US$ 25 milhões

Fazer um filme inesquecível não é a única exigência para conquistar o prestigiado Oscar de Melhor Filme: também é preciso gastar milhões de dólares em anúncios para televisão e internet e com viagens, cabeleireiro e maquiagem de atores para eventos de divulgação de seu trabalho.

LEIA MAIS: O Oscar 2019 em números

Se a disputa estiver apertada, como será a da cerimônia de premiação do próximo domingo (24), os estúdios precisam se empenhar ainda mais para cair nas graças dos cerca de oito mil eleitores da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos.

Netflix e Warner Bros. são alguns dos distribuidores que estão abrindo as carteiras para tentar levar a mais cobiçada estatueta dourada. “Você tem que gastar dinheiro”, disse Matthew Belloni, diretor editorial do “The Hollywood Reporter”. “Você tem que trocar apertos de mão. Tem que ter uma mensagem para seu filme. Trata-se de amaciar as pessoas lá fora e fazer a Academia saber a seu respeito e acreditar no seu filme”, acrescentou.

O investimento valerá a pena para o eventual vencedor. Um troféu da categoria Melhor Filme traz mais lucro nas bilheterias e cacife para atrair astros de primeira grandeza para projetos futuros.

Por isso, de dezembro até o final de fevereiro, atores, diretores, produtores e roteiristas se sujeitam a uma rotina intensa de almoços, exibições, recepções e debates, cruzando o país para se expor a eleitores nos polos cinematográficos de Nova York e Los Angeles.

Além das estrelas do filme, os estúdios recrutam fãs de peso para que organizem eventos, como uma exibição de “Roma” com Angelina Jolie, parte da ofensiva da Netflix para ficar com o primeiro Oscar da principal categoria de um serviço de streaming.

VEJA TAMBÉM: Indicados ao Globo de Ouro e ao Oscar ganham de lifting de seios a safári

A campanha publicitária de “Roma” custou cerca de US$ 25 milhões, segundo estimativas da publicação especializada “Variety”. Já o gasto da Warner Bros com “Nasce Uma Estrela” foi pouco inferior a US$ 20 milhões, disse o veículo.

Grande parte deste investimento foi para comerciais de TV, além dos anúncios de internet em sites dedicados a Hollywood ou ao Facebook. Alguns também tentam incentivar os consumidores a verem os filmes.

Parte da campanha da Warner Bros. envolveu cobrir um outdoor na Sunset Strip com uma foto de Ally, a personagem de Lady Gaga em “Nasce Uma Estrela”, que é uma réplica daquele visto no filme e parece uma divulgação da estrela fictícia.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).