Watson passará a funcionar em qualquer nuvem

Foto Rep. Reuters
A IBM contará com um pacote de software de código aberto conhecido como Kubernetes para fazer links para nuvens rivais.

A IBM anunciou hoje (12) que alguns serviços de inteligência artificial Watson agora vão funcionar em provedores de nuvem de rivais, em uma tentativa de conquistar clientes que querem uma maior flexibilidade no armazenamento e na análise de dados.

LEIA MAIS: Projeto blockchain da IBM tem adesão de seguros saúde

O anúncio vem após os movimentos da gigante de tecnologia para posicionar seus serviços como compatíveis com praticamente qualquer forma de infraestrutura computacional que um cliente queira usar. Outros esforços incluem uma aquisição pendente da empresa de software de código aberto Red Hat por US$ 34 bilhões.

Com a mudança, as empresas poderão usar ferramentas de inteligência artificial do Watson, como o Watson Assistant, que pode ajudá-las a desenvolver serviços de conversação, como um agente de atendimento ao cliente virtual, em aplicativos móveis hospedados na Amazon.com, na Microsoft, bem como em servidores IBM.

“Com a maioria das grandes organizações armazenando dados em ambientes de nuvem híbrida, eles precisam da liberdade e escolha de aplicar inteligência artificial a seus dados onde quer que estejam armazenados”, disse Rob Thomas, gerente geral da IBM Data e AI, abrindo a “Think”, conferência em São Francisco para mostrar novas tecnologias.

A IBM contará com um pacote de software de código aberto conhecido como Kubernetes para fazer links para nuvens rivais.

Nos últimos anos, a IBM tem buscado fortalecer negócios de análise e de nuvem, de rápido crescimento, e se distanciar de produtos de hardware e ofertas tradicionais de software.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).