Mulheres ganham 20,5% a menos que homens no Brasil

Getty Images
A diferença no ano passado foi menor nas faixas etárias mais jovens

As mulheres no Brasil ganharam 20,5% a menos que os homens, em média, em 2018, disse o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) hoje (8), o que representa uma diferença menor do que no ano anterior, mas ainda maior que a média mundial dos países industrializados.

LEIA MAIS: O que é sucesso para 10 líderes mulheres

Liberados no Dia Internacional da Mulher, os números mostraram que as mulheres entre 25 e 49 anos receberam um salário médio mensal de R$ 2.050 em 2018, o equivalente a 79,5% da média masculina de R$ 2.579.

Os dados marcam uma redução gradual da diferença nos últimos anos. Em 2017, a disparidade salarial entre homens e mulheres foi de 21,7% e, há cinco anos, era de 24,4%, segundo o instituto.

A diferença no ano passado foi menor nas faixas etárias mais jovens. Para os trabalhadores com idade entre 25 e 29 anos, a diferença salarial média foi de 13,1%, subindo para 18,4% na faixa de 30 a 39 anos e 25,1% na faixa de 40 a 49 anos.

O único setor em que as mulheres ganhavam o mesmo que os homens eram as Forças Armadas e a polícia, segundo dados do IBGE. De fato, elas ganharam 0,7% a mais, em média.

VEJA TAMBÉM: 10 melhores países para mulheres trabalharem em 2019

De acordo com os últimos números da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), a diferença média de remuneração entre os gêneros em 41 países industrializados é de 13,8%, e apenas seis países têm uma lacuna maior que 20%.

Um índice do Fórum Econômico Mundial publicado em janeiro classificou o Brasil em 95º lugar de 149 países em termos de igualdade salarial entre homens e mulheres.


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).