Telefónica traz ElevenPaths ao Brasil

Reuters
Unidade global de cibersegurança tem como objetivo fortalecer Vivo

A espanhola Telefónica está trazendo ao Brasil sua unidade global de segurança cibernética ElevenPaths, em um movimento que visa reforçar o portfólio de soluções voltadas para segmento corporativo (B2B) e ampliar a participação da empresa no mercado brasileiro.

LEIA MAIS: Telefônica tem lucro líquido de R$ 1,5 bi no 4º tri

A Telefônica Brasil, unidade do grupo que atua sob a marca Vivo no país, já dispunha de uma operação local de serviços gerenciados e profissionais de segurança, com 1,2 mil clientes corporativos, e agora espera elevar esse número ao incorporar produtos e serviços desenvolvidos pela ElevenPaths.

“Com a chegada da ElevenPaths, passaremos a ter uma operação completa de segurança no Brasil”, disse o vice-presidente B2B da Vivo, Alex Salgado, sem especificar o potencial de crescimento da base de clientes.

Segundo ele, a empresa recém-chegada permitirá integrar a central de monitoramento, prevenção, detecção e solução de problemas (SOC) do Brasil a outras 10 SOCs que o Grupo Telefónica tem mundo afora, facilitando a identificação de ameaças muito antes de chegarem aos clientes.

O lançamento da unidade global de segurança cibernética também insere a Vivo em importantes alianças globais como CyberThreat Alliance e a Telco Security Alliance, que reúnem operadoras de telecomunicações com o intuito de proteger clientes em mais de 60 países.

“Existe uma preocupação global crescente com segurança da informação e somos líderes absolutos em conexões no Brasil. São cerca de 100 milhões de conexões em toda a operação no país e temos necessidade de estarmos protegidos”, explicou Salgado.

VEJA TAMBÉM: Telefônica Brasil elege Christian Gebara como próximo CEO

O executivo ainda ressaltou que a ElevenPaths contará com 100 especialistas de segurança no Brasil. No mundo, a unidade emprega 2,8 mil profissionais dedicados a monitorar, investigar e responder a incidentes de segurança.

Questionado sobre a chegada mais tardia da unidade global de cibersegurança ao Brasil, Salgado observou que a decisão foi tomada com base na demanda de mercado. Ele disse que o foco inicial da Vivo para segurança digital eram médias e grandes empresas, mas agora, com a ElevenPaths, o plano é massificar e baratear as tecnologias, de modo a atender também as pequenas. “Queremos democratizar o acesso às soluções”, disse.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).