Ibovespa tem 2ª alta robusta

Reuters
Principal índice acionário brasileiro, o Ibovespa fechou hoje (21) com avanço de 2,76%, a 94.484,63 pontos

A bolsa paulista emendou o segundo dia de alta robusta, com investidores voltando às compras após forte queda recente, num momento de maior otimismo das praças globais com o arrefecimento de atritos comerciais entre Estados Unidos e China.

LEIA MAIS: Ibovespa sobe 2,17% em meio a ajustes

Principal índice acionário brasileiro, o Ibovespa fechou hoje (21) com avanço de 2,76%, a 94.484,63 pontos. O giro financeiro da sessão somou R$ 17,3 bilhões.

Na véspera, o Ibovespa subira 2,17%, então o maior ganho diário em quase dois meses, com investidores voltando à ponta compradora após o exercício de opções. Na semana passada, o índice tinha passado a acumular queda no ano pela primeira vez.

Para Bruno Madruga, responsável pela área de renda variável da Monte Bravo, a combinação de queda das ações com alta do dólar deixou o preço das ações atrativo para estrangeiros.

“Isso criou um cenário perfeito para o investidor estrangeiro”, afirmou Madruga.

A articulação política sobre a reforma da Previdência continuou como foco do mercado. O relator da proposta na comissão especial da Câmara, Samuel Moreira (PSDB-SP), afirmou que o texto da proposta precisa ser melhorado, mas que isso ocorrerá durante a tramitação no colegiado.

VEJA TAMBÉM: Ibovespa renova mínima do ano

Na véspera, o presidente Jair Bolsonaro disse que valoriza o Parlamento e que deputados e senadores terão a palavra final sobre a reforma da Previdência.

Ainda na cena doméstica, também favoreceu a reafirmação de classificação de risco da Fitch à nota de crédito soberano do Brasil em “BB-“, com perspectiva estável.

Nas principais praças globais, o clima foi de mais otimismo, com os principais índices de Wall Street subindo após os EUA amenizarem temporariamente restrições à chinesa Huawei.


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).