Ventos adiam 1º lançamento de satélites Starlink

Reuters
O lançamento de um foguete Falcon 9 com satélites da Internet Starlink foi remarcado para hoje (16)

A SpaceX, do bilionário Elon Musk, adiou o lançamento de um foguete Falcon 9 com os primeiros 60 satélites para seu novo serviço de Internet Starlink, citando ventos excessivos sobre o local de lançamento da Flórida.

LEIA MAIS: SpaceX lança cápsula Crew Dragon à Estação Espacial

O lançamento da missão, destinada a colocar a fase inicial da rede global de internet de Musk na órbita baixa da Terra, foi remarcada para as 23h30 de hoje (16) (horário de Brasília) da Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral, disse a SpaceX.

Em uma teleconferência com repórteres antes que a contagem regressiva de ontem (15) fosse suspensa, o empreendedor de alta tecnologia elogiou a “bondade fundamental” de suas ambições de expandir a conectividade global à internet, mas advertiu que o sucesso estava longe de ser garantido.

Musk disse esperar que as receitas dos serviços de lançamento de foguetes fornecidos pela Space Exploration Technologies, conhecida como SpaceX, cheguem a cerca de US$ 3 bilhões por ano. Isso torna o Starlink a chave para gerar o dinheiro que a SpaceX precisa para financiar o sonho maior de Musk de desenvolver novas espaçonaves capazes de transportar clientes para a Lua e, eventualmente, tentar colonizar Marte.

“Achamos que este é um passo fundamental no caminho para o estabelecimento de uma cidade autossustentável em Marte e uma base na Lua”, disse Musk, que também é o presidente-executivo da montadora Tesla.

Serão necessários pelo menos 12 lançamentos de satélites adicionais para atingir o objetivo de Musk de fornecer cobertura constante de internet para a maior parte do mundo, disse ele. A Starlink só é autorizada a operar nos Estados Unidos.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).