Bayer investirá US$ 5,6 bi em pesquisas sobre herbicidas

Andrew Brooks/Getty Images
Companhia teve reputação abalada com condenação em caso do Roundup

A alemã Bayer anunciou hoje (14) que irá investir € 5 bilhões (US$ 5,6 bilhões) em pesquisas sobre herbicidas, em movimento que busca reparar a reputação da empresa após danos causados por processos nos Estados Unidos sob alegações de que seu pesticida produzido com glifosato causa câncer.

LEIA MAIS: Ações da Bayer caem após derrota em caso de Roundup

As ações da Bayer tocaram mínimas de sete anos depois que um júri norte-americano sentenciou a empresa no mês passado a pagar mais de US$ 2 bilhões a um casal da Califórnia, na maior punição legal da história dos EUA após alegações de que o herbicida à base de glifosato Roundup, adquirido pela empresa alemã com a compra do controle da Monsanto, teria causado câncer.

Além de afirmar que investirá € 5 bilhões em pesquisas nos próximos dez anos, a Bayer prometeu reduzir seu impacto ambiental em 30% até 2030, por meio de medidas como aplicações mais precisas e econômicas de defensivos agrícolas.

“Nós ouvimos. Nós aprendemos”, disse a Bayer em seu website, acrescentando que “aumentou sua responsabilidade e potencial único em aprimorar a agricultura em benefício da sociedade e do planeta”.

A queda nas ações deixou a companhia com um valor de mercado de US$ 56 bilhões, abaixo do que a empresa pagou pela Monsanto, gerando pressão sobre o presidente-executivo Werner Baumann, que defendeu a aquisição e enfrentou uma reação negativa dos acionistas.

VEJA TAMBÉM: Ações da Bayer caem 12% após decisão sobre câncer

“Embora o glifosato vá continuar desempenhando um importante papel na agricultura e no portfólio da Bayer, a empresa está comprometida em oferecer mais opções aos produtores”, disse a empresa, que mantém sua posição de que o glifosato é seguro.

Um porta-voz da empresa disse que os investimentos anunciados são parte de um orçamento já aprovado anteriormente.


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).