Ibovespa zera perdas no final e fecha estável

Reuters
Perdas da Vale e da JBS ofuscam alta da Petrobras

O Ibovespa fechou estável hoje (3), com Vale e JBS entre as maiores quedas – 0,35% e 2,93%, respectivamente – ofuscando o efeito positivo da alta de Petrobras (2,2%), em pregão marcado por expectativas para a pauta política e fraqueza de Wall Street.

LEIA MAIS: Ibovespa fecha maio no azul pela 1ª vez em 9 anos

Índice de referência da bolsa brasileira, o Ibovespa começou junho com variação negativa mínima de 0,01%, a 97.020,48 pontos. O volume financeiro somou R$ 14,3 bilhões. O índice terminou maio com alta de 0,7%, o primeiro fechamento positivo para o mês em nove anos.

Agentes financeiros começaram o mês atentos a votações de medidas provisórias no Congresso Nacional, tendo no radar as últimas semanas de análise da reforma da Previdência na comissão especial da Câmara dos Deputados, com relatório final previsto para até o dia 15.

Entre as votações, está a da MP 871, que perderá a validade se não for aprovada no Senado nesta segunda-feira. Ela trata do combate às fraudes no INSS e o governo a vê como importante e complementar à reforma da Previdência.

A equipe da Brasil Plural notou que, nas últimas semanas, melhoraram as perspectivas sobre a aprovação das mudanças nas regras das aposentadorias, citando a redução nas animosidades entre Executivo e Legislativo como fator para tal evolução.

Estrategistas de ações, contudo, esperam continuidade da volatilidade no mercado brasileiro, com a tendência na bolsa ainda dependente do trâmite da reforma da Previdência, conforme carteiras recomendadas para o mês.

VEJA TAMBÉM: Ibovespa sobe 0,92% e fecha na máxima em 10 semanas

No exterior, a semana iniciou sem tendência clara, com disputas comerciais envolvendo Washington ainda no radar, assim como dados econômicos norte-americanos e declarações relacionadas à política monetária dos Estados Unidos.

Wall Street acabou encerrando com os principais índices no vermelho, com destaque para o Nasdaq, afetado ainda por apreensões quanto a um potencial inquérito regulatório em gigantes da internet como Alphabet e Amazon.

Os preços do petróleo, que começaram a sessão no azul, fecharam em queda, com o Brent recuando 1,15%.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).