Vendas de smartphones devem cair no Brasil este ano

Reuters
IDC estima, no entanto, que receita pode subir para R$ 59,6 bi

As vendas de celulares inteligentes no Brasil em 2019 devem cair 2,4%, para 43,38 milhões de unidades, informou hoje (17) a empresa de pesquisa de mercado IDC, estimando, porém, que a receita com eles deve subir 12%, a R$ 59,6 bilhões.

LEIA MAIS: Huawei segue como 2º maior fornecedor de smartphones

“A demanda por dispositivos com maior memória interna, câmeras múltiplas, telas maiores com borda infinita e recursos inteligentes deve continuar impulsionando as vendas nas faixas média e premium, com um crescente uso dos smartphones para assistir filmes e acesso a conteúdo de streaming media, como alternativa ao tablet”, disse o analista da IDC Renato Meireles, em comunicado à imprensa.

A queda nas vendas unitárias prevista para 2019 é menor que o recuo estimado pela empresa para este ano no final de 2018, de 4,3%. O crescimento esperado na receita na ocasião era de 7%.

No primeiro trimestre, segundo os dados mais recentes da companhia, as vendas de celulares inteligentes no Brasil caiu 6% sobre o mesmo período de 2018, para 10,7 milhões de unidades. O faturamento, porém, subiu 8% no período, a R$ 13,7 bilhões.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).