Volkswagen listará 10% da unidade de caminhões

iStock
Volkswagen anunciou que pretende captar até € 1,9 bilhão ao listar a unidade de caminhões Traton

A Volkswagen pretende captar até € 1,9 bilhão ao listar a unidade de caminhões Traton, divulgou a empresa hoje (14), reduzindo as ambições anteriores de disponibilizar até um quarto da unidade ao optar por vender uma fatia de 10%.

VEJA TAMBÉM: Lucro da Volkswagen fica dentro da estimativa

A montadora alemã informou um preço indicativo de entre € 27 e € 33 por ação, o que, segundo analistas da Jefferies, avalia a Traton com um leve desconto ante concorrentes, mas com um preço superior para a rival sueca Volvo.

A VW planeja investir recursos na transformação de sua produção automotiva, já que prepara o lançamento de dezenas de veículos elétricos nos próximos anos e aprofunda uma aliança com a Ford.

A empresa também está tentando capitalizar o prêmio que as ações de caminhões têm sobre as montadoras para criar uma moeda de troca, tendo demonstrado anteriormente interesse na fabricante de caminhões Navistar.

A gerência nega que um acordo com a Navistar esteja em perspectiva imediata, mas tal movimento se encaixaria em um plano mais amplo da montadora líder na Europa em direção aos Estados Unidos para equilibrar sua dependência da China, onde vende metade de seus carros.

E AINDA: Volkswagen enfrentará Tesla na China com SUV elétrico

A oferta pública inicial avalia a Traton entre € 13,5 bilhões e € 16,5 bilhões.

A montadora está sendo mais cautelosa com relação ao volume de ações que listará após hesitar nos planos anteriores de abertura em março, quando planejava oferecer uma participação de até 25% no mercado de ações, citando as condições do mercado.

Mais ações poderão ser vendidas posteriormente se o IPO for bem-sucedido, disse uma pessoa a par do assunto neste mês, acrescentando que a VW continuará sendo a acionista majoritária da Traton no futuro previsível.

A oferta começará na segunda-feira (17), em meio a apresentações para investidores, terminando em 27 de junho, com o primeiro dia de negociação em Frankfurt e Estocolmo marcado para 28 de junho.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).