Ibovespa recua puxado por bancos e pressão do exterior

Getty Images
Índice cai com influência do exterior

A bolsa paulista recuou hoje (25), retornando ao patamar de 102 mil pontos, contaminada pelo viés negativo em praças acionárias no exterior, com o setor bancário liderando a queda do índice após divulgação do balanço trimestral do Bradesco.

LEIA MAIS: Ibovespa sobe com noticiário corporativo e medidas de estímulo

O Ibovespa caiu 1,41%, a 102.654,58 pontos. O volume financeiro somou R$ 17,44 bilhões.

Os mercados internacionais se decepcionaram após o BCE manter nesta quinta-feira os juros inalterados, enquanto pediu à sua equipe que avalie várias outras opções de afrouxamento da política monetária, incluindo a retomada das compras de ativos.

Em seu discurso, contudo, Mario Draghi, indicou que não houve discussão sobre possibilidade de corte já nessa reunião, mostrando que o comitê vê menos urgência no ajuste da política monetária do que o mercado, destacou o estrategista Felipe Sichel, do modalmais, em nota a clientes.

Na Europa, o FTSEurofirst 300 cedeu 0,5%, enquanto, em Wall Street, o S&P 500 perdeu 0,52%.

No cenário nacional, a temporada de divulgação de balanços do segundo trimestre segue influenciando a movimentação do mercado, com Ambev e GPA como raros destaques positivos na sessão, após registrarem resultados sólidos.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook

Twitter

Instagram

YouTube

LinkedIn

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).