Luiza Trajano vira garota-propaganda do Santander Brasil

Forbes
A executiva Luiza Trajano será rosto da iniciativa

O Santander Brasil voltou a reduzir a taxa do crédito imobiliário, em parceria com a rede varejista Magazine Luiza, campanha da qual a executiva Luiza Trajano será a garota-propaganda.

LEIA MAIS: Magazine Luiza conclui compra da Netshoes

A unidade do banco espanhol Santander no Brasil anunciou hoje (1) a redução do juro cobrado do financiamento para compra da casa própria, de 8,99% para 7,99% ao ano. A taxa inicialmente vale para os empréstimos tomados até 31 de agosto.

Segundo executivos do Santander Brasil, uma decisão sobre eventualmente estender a validade do novo patamar será analisada no final da campanha.

Para quem contratar financiamento imobiliário no banco a partir de R$ 60 mil até 31 de agosto, o Santander Brasil oferecerá de brinde um refrigerador com capacidade de 240 litros, em uma parceria com o Magazine Luiza.

As condições valem para empréstimos com prazo de até 35 anos. Em uma simulação do banco, o custo efetivo total sairá a 8,94% anuais. O valor financiável é de até 80% do valor do imóvel.

“A campanha acompanha a percepção de que, apesar de a economia ainda mostrar sinais de debilidade, já há sinais de retomada do setor imobiliário”, disse a jornalistas o diretor de pessoa física do Santander Brasil, José Roberto Machado.

VEJA TAMBÉM: Magazine Luiza iguala oferta de Netshoes à da Centauro

Segundo o executivo, o convite a Luiza Trajano se deve ao fato de a executiva ser grande formadora de opinião e de ter influência sobre o público de baixa renda.

O movimento acontece em um momento de crescentes expectativas de que a Selic, hoje já na mínima histórica de 6,5% ao ano, poderá cair ainda mais até o final do ano, diante dos sucessivos sinais de que a atividade econômica segue bastante frágil.

Esse quadro tem animado a cadeia do setor imobiliário, já que taxas menores de juros tornam mais atrativos os financiamentos de longo prazo.

A Abecip divulgou na semana passada que os empréstimos imobiliários com recursos da poupança no país atingiram 27,7 bilhões de reais nos primeiros cinco meses do ano, elevação de 39,7% em relação a igual período de 2018.

Essa expansão reflete em parte o aumento da competição entre os bancos na oferta de financiamento para compra da casa própria. No mês passado, a Caixa Econômica Federal anunciou uma redução de até 1,25 ponto percentual nas taxas de juros cobradas no crédito para o setor com recursos da poupança, o SBPE.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook

Twitter

Instagram

YouTube

Baixe o app de Forbes Brasil na Play Store e na App Store

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).