Google espera triplicar força de trabalho para computação em nuvem na América Latina

Arnd Wiegmann/Reuters
A Google espera triplicar sua força de trabalho voltada para clientes de serviços de computação em nuvem

A gigante norte-americana de tecnologia Google espera triplicar sua força de trabalho voltada para clientes de serviços de computação em nuvem na América Latina até o final de 2020, disse o diretor do Google Cloud no Brasil, João Bolonha, hoje (10).

LEIA MAIS: Google lança navegação anônima para Maps

“Esse crescimento já começou olhando para nossas equipes no Brasil, México, Chile, Argentina e Colômbia”, afirmou o executivo a jornalistas durante o Google Cloud Summit em São Paulo.

Segundo o grupo, os investimentos totais somaram US$ 47 bilhões nos últimos três anos e o plano é manter esse ritmo acelerado de investimento.

“Dentro da América Latina, o Brasil é o nosso maior mercado e o que cresce mais rápido”, comentou Bolonha, acrescentando que o consumo de serviços em nuvem pelos clientes saltou mais de 300% em 2018.

Ele observou que menos de 20% das empresas no Brasil já migraram suas operações para serviços de computação em nuvem, sinalizando que ainda há muito espaço para crescer, apesar da concorrência cada vez mais acirrada de outros players como a Amazon Web Services, a unidade de computação em nuvem do grupo de comércio eletrônico norte-americano Amazon.

“Há indústrias como o varejo em que a competição é mais acirrada por uma infinidade de fatores, mas ainda resta pelo menos 80% do mercado brasileiro para ser explorado”, explicou Bolonha.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).