Na casa de Mona Lisa, uma retrospectiva da vida e trabalho de Da Vinci

Reprodução
Salvator Mundi, vendida em 2017 por US$ 450 milhões, ainda não está confirmada na exposição

O Museu do Louvre, na França, casa da Mona Lisa de Leonardo da Vinci, está dando os toques finais em uma das maiores exposições já feitas sobre o trabalho do mestre italiano, com a presença da pintura mais cara do mundo aflitivamente ainda não resolvida.

LEIA MAIS: Museu do Louvre de Abu Dhabi exibirá pintura de US$ 450,3 milhões de Leonardo da Vinci

O Louvre reuniu mais de 160 pinturas, esculturas, cartas e desenhos da era renascentista em uma exposição para marcar o 500º aniversário de morte do artista italiano.

Mas ainda há dúvida sobre a presença de Salvator Mundi, pintura atribuída a da Vinci e vendida pela casa de leilões Christie’s em 2017 por US$ 450 milhões, e que, segundo muitos especialistas em arte, está no Golfo.

Executivos do Louvre pediram sua inclusão e ainda esperam que a obra chegue a tempo da exposição, gerando um frisson adicional às vésperas de sua abertura.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

 

<a href=”http://fb.com/forbesbrasil“>Facebook</a>

<a href=”http://twitter.com/forbesbr“>Twitter</a>

<a href=”http://instagram.com/forbesbr“>Instagram</a>

<a href=”https://www.youtube.com/channel/UCGU7j8NZfhzJ2njwb2Fzcpw“>YouTube</a>

</a><a href=”https://www.linkedin.com/company/forbes-brasil/” target=”_blank” rel=”noopener noreferrer”>LinkedIn</a>

 

Tenha também a Forbes no <a href=”https://news.google.com/s/CBIw6IuyhkE” target=”_blank” rel=”noopener noreferrer”>Google Notícias</a>.

 

 

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).