Facebook remove 3,2 bilhões de contas falsas entre abril e setembro deste ano

Dado Ruvic/Reuters
O volume é mais que o dobro que o número de 1,55 bilhão de contas falsas removidas durante o mesmo período do ano passado

O Facebook removeu 3,2 bilhões de contas falsas entre abril e setembro deste ano, juntamente com milhões de publicações sobre abuso infantil e suicídio, segundo relatório divulgado hoje (13).

LEIA MAIS: Crianças podem ser alvo de publicidade de apostas no Facebook

O volume é mais que o dobro que o número de 1,55 bilhão de contas falsas removidas durante o mesmo período do ano passado, segundo o relatório.

A maior rede social do mundo também revelou pela primeira vez quantas publicações removeu do Instagram, que tem sido identificado como uma área crescente de preocupação sobre conteúdo mentiroso, segundo pesquisadores.

O relatório afirma que o Facebook proativamente detectou conteúdo afiliado a organizações terroristas em 98,5% das vezes em sua rede social e 92,2% no Instagram.

A companhia também removeu mais de 11,6 milhões de trechos de conteúdo que exibe nudez infantil e exploração sexual de crianças no Facebook e em 754 mil casos no Instagram no terceiro trimestre.

O Facebook também divulgou informações sobre suas ações relacionadas a conteúdo envolvendo suicídio pela primeira vez. A rede social afirmou que removeu cerca de 2,5 milhões de publicações no terceiro trimestre que mostravam ou encorajavam o suicídio ou automutilação.

A companhia também removeu cerca de 4,4 milhões de publicações envolvendo venda de drogas no trimestre.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).