Ferrari quer incluir mulheres na academia de jovens pilotos

Stefano Rellandini/Reuters
Logo da Ferrari no Grande Prêmio da Itália, em Monza

A Ferrari planeja colocar mulheres ao seu programa de jovens pilotos em expansão, na busca por desenvolver talentos para o futuro.

As principais estrelas atuais da Ferrari Driver Academy (FDA) incluem Mick Schumacher, filho do sete vezes campeão mundial Michael, e o campeão russo de Fórmula 3 Robert Shwartzman.

VEJA MAIS: Como a venda de uma Ferrari por US$ 44 milhões chegou a um tribunal de Londres

O piloto da Ferrari na Fórmula 1 Charles Leclerc, vencedor de dois GPs este ano, participou da academia.

“Estamos aumentando o número de pilotos na Ferrari Driver Academy no próximo ano”, disse o chefe de equipe da Ferrari Mattia Binotto a repórteres na fábrica de Maranello nesta semana.

“Alguns outros pilotos se juntarão. Não estou em posição de dizer quantos e quem, mas é algo no qual estamos trabalhando duro.”

“A Academia também procura mulheres no futuro – elas devem fazer parte da Ferrari Driver Academy. É algo em que estamos trabalhando agora para garantir que isso aconteça muito em breve”, acrescentou.

A Fórmula 1 não tem uma mulher pilotando em uma corrida desde 1976.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).