JBS nega possível listagem nos EUA para obter benefícios tributários

REUTERSPaulo-Whitaker
REUTERSPaulo-Whitaker

A JBS ainda afirmou que em qualquer cenário, “o controle continuará sendo exercido por uma sociedade brasileira”.

A JBS negou hoje (6) que seus estudos para possível listagem de ações no mercado acionário dos Estados Unidos tenham como motivação obter vantagens fiscais.

“Os estudos não estão sendo conduzidos com a finalidade de obtenção de benefícios tributários”, afirmou a companhia em comunicado.

LEIA MAIS: Ibovespa renova máximas em semana de recordes

A maior produtora mundial de proteína animal também negou que a eventual listagem nos EUA implicará em mudança de sede da companhia, no Brasil, mas que empresas em processos de listagem no exterior escolhem um país para constituir veículo cujas ações serão listadas, “principalmente no caso da JBS, que possui ativos operacionais distribuídos ao redor do mundo”.

A JBS ainda afirmou que em qualquer cenário, “o controle continuará sendo exercido por uma sociedade brasileira”.

As declarações vêm após o jornal Folha de S.Paulo ter publicado mais cedo que a JBS poderia transferir sua sede para a Holanda ou para Luxemburgo para reduzir o pagamento de impostos.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).