Trump assinará acordo comercial EUA-México-Canadá quarta-feira na Casa Branca, diz fonte

Leah Millis
Trump fez da busca de novos acordos comerciais uma marca de sua presidência e uma de suas principais promessas como candidato político

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinará um pacto comercial entre EUA, México e Canadá na próxima quarta-feira durante uma cerimônia na Casa Branca, disse uma autoridade do governo norte-americano à Reuters na ontem (23).

Convites foram enviados e o uso da Casa Branca permitirá a participação de parlamentares de todo o país, disse a autoridade.

VEJA TAMBÉM: Trump diz que corte tributário para classe média será anunciado nos próximos 90 dias

A cerimônia provavelmente ocorrerá ao mesmo tempo em que o julgamento de impeachment contra Trump, no Capitólio dos EUA.

O funcionário disse que Trump vai se gabar do acordo após a assinatura durante viagens pelos Estados Unidos.

“Esta é uma grande conquista para o presidente e ele vai levar isso para a estrada nas próximas semanas”, disse a autoridade.

Trump fez da busca de novos acordos comerciais uma marca de sua presidência e uma de suas principais promessas como candidato político. O presidente republicano está concorrendo à reeleição este ano.

E AINDA: Julgamento de impeachment de Trump no Senado começa sob olhares polarizados

O Acordo Estados Unidos-México-Canadá (USMCA, na sigla em inglês), que substitui o Nafta, ainda precisa ser formalmente aprovado pelo Canadá.

O acordo não poderá entrar em vigor até que tenha sido ratificado pelos três países membros. Na semana passada, o Senado dos EUA aprovou de forma esmagadora a legislação, enviando a medida a Trump para que ele a ratificasse.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).