Fiat paralisa fábricas da Itália, VW avalia mandar pessoal em Barcelona para casa

KONTROLAB/Getty Images
A Fiat afirmou que ampliou medidas contra a doença em suas instalações

A Fiat Chrysler afirmou que está temporariamente interrompendo operações de algumas fábricas na Itália em resposta à epidemia de coronavírus no país, a mais intensa da Europa.

A montadora ítalo-americana afirmou que ampliou medidas contra a doença em suas instalações, incluindo intensa higienização de todas as áreas de trabalho e descanso.

LEIA MAIS: 7 atividades que o coronavírus pode mudar para sempre no ambiente de trabalho

Enquanto isso, na Espanha, a Seat, do grupo Volkswagen, considera enviar trabalhadores da região de Barcelona para casa temporariamente por causa de problemas com fornecimento de peças, afirmou um porta-voz da empresa hoje (11).

“A fábrica de Martorell está trabalhando normalmente atualmente. Entretanto, há vários riscos derivados do Covid-19, que têm afetado a cadeia de suprimentos”, afirmou um porta-voz da Seat.

A Seat pode ter que decidir por afastamentos temporários de pessoal se tiver de cortar produção por causa de problemas de fornecimento de peças, acrescentou.

O porta-voz disse que a duração destes afastamentos temporários ainda não foi discutida, mas podem ser de entre duas e cinco semanas, afetando cerca de 7 mil funcionários da fábrica, afirmou um representante sindical.

Ontem (10), a fabricante italiana de freios Brembo alertou que a produção no norte da Itália está ameaçada por causa das restrições impostas pelo país para conter a epidemia.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).