Vale diz que talude de mina Gongo Soco segue deslizando

Washington Alves/Reuters
Washington Alves/Reuters

Impacto do rompimento da barragem da Vale de Brumadinho

A mineradora Vale informou hoje (9) que o talude norte da cava de sua mina de Gongo Soco, em Barão de Cocais (MG), “continua deslizando para dentro da estrutura”, em situação que tem sido monitorada pela companhia e comunicada às autoridades.

“A Vale continua avaliando a possibilidade e a extensão dos impactos em caso de novos desprendimentos, bem como impactos de eventual vibração sobre a barragem Sul Superior, distante aproximadamente 1,5 km da área do talude”, disse a companhia em comunicado.

LEIA MAIS: Justiça de Brumadinho recebe denúncia criminal contra ex-CEO da Vale e outras 15 pessoas

A empresa acrescentou que a cava e a barragem “são monitoradas 24 horas por dia de forma remota” e por sobrevoos de drones, além de um Centro de Monitoramento Geotécnico.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).