Hypera tem queda de 26% no lucro do 1º trimestre

Forbes
Forbes

Analistas, em média, esperavam lucro líquido de R$ 306,6 milhões para a Hypera no primeiro trimestre

A Hypera divulgou na noite de ontem (24) queda de quase 26% no lucro líquido do primeiro trimestre sobre o mesmo período do ano passado, a R$ 238,2 milhões, em desempenho abaixo do esperado pelo mercado.

A maior farmacêutica latino-americana apurou lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de operações continuadas de R$ 248,7 milhões, queda de 38% na comparação anual.

VEJA MAIS: Hypera vende portfólio de 12 produtos farmacêuticos para Eurofarma por US$ 161 milhões

Analistas, em média, esperavam lucro líquido de R$ 306,6 milhões para a Hypera no primeiro trimestre, com Ebitda de R$ 343,5 milhões, segundo dados da Refinitiv.

A Hypera afirmou que viu no final do trimestre uma corrida dos consumidores às farmácias em busca de medicamentos como antigripais e vitaminas, diante das medidas de restrição à circulação implementadas como forma de conter a disseminação da Covid-19.

Segundo a companhia, esse movimento dos consumidores não foi capturado na receita da empresa do período, o que deve se refletir apenas no balanço do segundo trimestre.

A receita da empresa no primeiro trimestre somou R$ 815 milhões, um salto de mais de duas vezes em relação ao faturamento de R$ 383,6 milhões obtido um ano antes, quando a empresa tinha optado por reduzir estoques de medicamentos de margens elevadas junto aos clientes.

A Hypera reduziu gastos com promoção de produtos devido à interrupção de transmissão de torneios de futebol pelo país, onde é uma tradicional anunciante, mas por outro lado aumentou despesas com visitas médicas e amostras grátis após ampliar sua equipe no terceiro trimestre do ano passado. Com isso, as despesas com marketing subiram 14,4% no trimestre sobre o primeiro trimestre do ano passado, para R$ 182,6 milhões.

Já as despesas com vendas subiram 2,5% na mesma comparação, para cerca de R$ 127 milhões, com impacto de maiores gastos com frete e logística, informou a Hypera no balanço.

A Hypera terminou março com caixa líquido de R$ 240,8 milhões e reforçou a posição com contratação de empréstimos de R$ 595 milhões com vencimento em 2021. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).