As 10 profissões mais arriscadas nos Estados Unidos

No mês passado, a Secretaria de Estatísticas Trabalhistas dos Estados Unidos divulgou dados sobre as fatalidades ocupacionais no país em 2017. No total, foram 5.147 acidentes graves de trabalho, uma pequena queda em comparação ao número reportado em 2016, de 5.190. A taxa a cada 100 mil trabalhadores em tempo integral, que era de 3,6 anteriormente, caiu para 3,5 nos dados atuais. Os acidentes de transporte foram os mais frequentes, representando 40% de todas as fatalidades em 2017.

LEIA MAIS: Conheça as profissões com melhor noite de sono

No período analisado, pescadores e trabalhadores do negócio da pesca registraram a maior taxa de fatalidades, com 99,8 mortes a cada 100 mil trabalhadores de tempo integral. Empregos relacionados à extração madeireira também são conhecidos pela ocorrência de sérios acidentes e aparecem em segundo lugar na lista, com média de 84,3 fatalidades. Os profissionais que ocupam o terceiro lugar do ranking são os pilotos de aeronaves e engenheiros de voo, com média de 48,6.

Veja, na galeria de fotos abaixo, as 10 profissões com as maiores médias de fatalidades a cada 100 mil trabalhadores de tempo integral nos Estados Unidos:

  • 1. Pescadores e empregos relacionados à pesca: 99,8

  • 2. Trabalhadores da extração madeireira: 84,3

  • 3. Pilotos de aeronaves e engenheiros de voo: 48,6

  • 4. Carpinteiros: 45,2

  • 5. Coletores de materiais para reciclagem: 35

  • 6. Funcionários de obras: 33,4

  • 7. Motoristas, comerciantes e caminhoneiros: 26,8

  • 8. Fazendeiros, pecuaristas e empregos relacionados à agricultura: 24

  • 9. Paisagistas e jardineiros: 21

  • 10. Eletricistas: 18,7

1. Pescadores e empregos relacionados à pesca: 99,8

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).