Global 2000: os maiores grupos hoteleiros em 2019

Getty Images
O Marriott International foi a marca de hotéis a conseguir a melhor colocação no ranking

Resumo:

  • Embora a concorrência tenha aumentado com plataformas como o Airbnb, os grupos hoteleiros garantiram seu lugar na lista Global 2000, das maiores empresas do mundo;
  • O Marriott International foi a marca de hotéis a conseguir a melhor colocação no ranking, graças à compra da hoteleira Starwood em 2016;
  • A francesa Accor recebeu o título de maior operadora hoteleira da Europa, subindo no ranking e dando continuidade à sua onda de crescimento.

Plataformas de aluguel de casas como o Airbnb têm se revelado grandes concorrentes dos grupos hoteleiros. Atualmente, pelo menos uma marca de hotéis decidiu enfrentar o desafio com uma estratégia parecida.

LEIA MAIS: Global 2000: as maiores empresas de alimentos do mundo em 2019

No último mês, o Marriott International lançou seu programa de compartilhamento de Homes & Villas (casas e vilas, em tradução livre). O projeto oferece 2 mil residências de alto padrão em mais de 100 destinos pelos Estados Unidos, Europa, Caribe e América Latina. Os espaços serão adicionados ao catálogo de mais de 5,7 mil propriedades e 1,1 milhão de quartos de suas mais de 30 unidades.

Graças à compra da hoteleira Starwood em 2016, o Marriott continua no topo da lista das maiores operadoras hoteleiras. Neste ano, a empresa sediada na cidade de Bethesda, em Maryland (Estados Unidos), subiu 10 posições na lista Global 2000 da Forbes, alcançando o 411° lugar.

O rival Hilton caiu 82 colocações, ficando em 857°. Na divulgação de resultados financeiros, no início deste mês, o CEO e presidente Chris Nassetta disse que sua empresa não tem planos de seguir os passos do Marriott. “No momento, não estamos planejando oferecer aluguel de espaços”, afirma. “A longo prazo, acreditamos que o compartilhamento de casas é um negócio diferenciado. Não é ruim, mas é um tipo de estadia diferente da proposta premium.”

Também em maio, o Hilton anunciou o lançamento de sua nova marca, a Signia Hilton, que se concentra principalmente em reuniões e eventos. A marca vai estrear junto das inaugurações dos hotéis Signia Hilton Orlando Bonnet Creek, Signia Hilton Atlanta e Signia Hilton Indianapolis.

Já a francesa Accor deu um grande salto na lista deste ano, subindo 390 posições e chegando ao 1.041° lugar. A companhia, que inclui as marcas Raffles, Farimont Hotels e Sofitel, continuou sua onda de crescimento, tornando-se a maior operadora hoteleira da Europa. Em 2018, a Accor adquiriu mais de uma dúzia de marcas para seu portfólio.

VEJA TAMBÉM: Global 2000: os maiores da tecnologia em 2019

O crescimento da empresa não está limitado aos hotéis. Em 2016, o grupo se colocou como um dos protagonistas do setor ao comprar a empresa de hospitalidade OneFineStay por mais de US$ 165 milhões. Posteriormente, combinou as plataformas Travel Keys e Squarebreak para agregar à sua própria plataforma.

Para completar a lista dos maiores grupos hoteleiros vem o Hyatt, que subiu 19 posições e atingiu a 1.787ª colocação neste ano.

Em sua 17ª edição, o ranking anual Global 2000 da Forbes lista as maiores empresas de capital aberto segundo uma pontuação definida por meio de métricas como vendas, lucros, ativos e valor de mercado. Juntas, as organizações deste ano registraram mais de US$ 40 trilhões em receita e mais de US$ 186 trilhões em ativos globais.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).