Os youtubers mais bem pagos de 2019

ReproduçãoForbes
ReproduçãoForbes

Anastasia, conhecida como Nastya, agora tem 107 milhões de assinantes em seus sete canais

Anastasia Radzinskaya é uma improvável estrela da mídia. Nascida no sul da Rússia com paralisia cerebral, seus médicos temiam que ela nunca fosse capaz de falar. Para documentar seu desenvolvimento por meio de tratamentos, seus pais postaram vídeos dela no YouTube para que amigos e parentes pudessem ver o progresso.

Os vídeos são típicos de brincadeiras infantis: encontros com o pai, pulando em um castelo inflável e brincando com o gato dela, cada vídeo acompanhado por jingles cativantes e risadas de dublagem. Ela logo ganhou seguidores em todo o mundo. Seu maior sucesso foi uma viagem de 2018 ao zoológico com seu pai, Yuri, que contou com os dois dançando ao som do favorito da criança “Baby Shark”, ordenhando uma vaca fake e tomando sorvete. Esse vídeo recebeu 767 milhões de visualizações, o principal atrativo para um crescente negócio de mídia que canalizou US$ 18 milhões para os Radzinskayas entre 1 de junho de 2018 e 1 de junho de 2019.

Anastasia, conhecida como Nastya, agora tem 107 milhões de assinantes em seus sete canais que assistiram seus vídeos 42 bilhões de vezes. Ela é a número 3 no ranking de estrelas do YouTube mais bem-sucedidas da Forbes em 2019, que calcula a receita coletada em anúncios, conteúdo patrocinado, vendas de mercadorias, passeios e muito mais. Tudo antes dos impostos.

É uma boa marca para uma garota de 5 anos, mas não tão boa quanto Ryan Kaji, de 8 anos, youtuber que faturou mais neste ano, com US$ 26 milhões. O influenciador ganhou fama no gênero “unboxing”, abrindo presentes na frente da câmera e comentando sobre cada um. Ryan ToysReview estreou em 2015 e agora se tornou um canal infantil chamado Ryan’s World, com 23 milhões de assinantes.

“O YouTube é a babá mais popular do mundo”, diz Eyal Baumel, CEO da empresa de gerenciamento Yoola, especializada em estrelas digitais, incluindo Nastya.

LEIA TAMBÉM: A youtuber que fatura alto viajando o mundo

Os vídeos com crianças têm em média quase três vezes mais visualizações do que outros tipos de vídeos de canais com mais assinantes, de acordo com um estudo da Pew Research Center realizado este ano. Outro pesquisa da entidade revelou que 81% dos pais com filhos de 11 anos ou menos deixam seus filhos assistirem ao YouTube.

Conteúdo conceituado pode ser encontrado no YouTube, mas não gera muito dinheiro. Os dez maiores ganhadores do YouTube arrecadaram um total de US$ 162 milhões entre 1º de junho de 2018 e 1º de junho de 2019, incluindo Ryan e Nastya, além de cinco jogadores que jogam títulos populares como “Minecraft” e “Fortnite”. O canal Dude Perfect (nº 2, com US$ 20 milhões), apresenta uma pessoa de trinta e poucos anos brincando com brinquedos adolescentes como uma bola Nerf gigante. Já Rhett e Link (nº 4, com US$ 17,5 milhões), realizam acrobacias alimentares como provar tortinhas com sabor Hot Cheetos.

Como as crianças mostraram, os vídeos são apenas o começo. Ryan agora tem uma linha de brinquedos de marca, roupas e artigos para casa vendidos via Target, Walmart e Amazon, um programa de televisão na Nickelodeon e um acordo com o Hulu para repassar seus vídeos. Nastya, que recebe cheques de seis dígitos de marcas patrocinadoras, incluindo Dannon e Legoland, lançará uma linha de brinquedos e jogos para celular e publicará um livro no próximo ano. No ano passado, ela se mudou com seus pais de Krasnodar, na Rússia, e agora vive em Boca Raton, na Flórida.

E quem pode culpá-los por lucrar com isso? O YouTube está trabalhando para limitar as possibilidades de receita dos canais infantis. O primeiro passo é a proibição de anúncios segmentados para conteúdo infantil, que começa no próximo ano. Os criadores disseram que as novas diretrizes também podem afetar os resultados naturais de busca, para que os vídeos das crianças não apareçam na parte superior das pesquisas do Google. Isso afeta diretamente os ganhos em potencial, provenientes principalmente dos gastos com publicidade precedente.

Anastasia, pelo menos, já está pensando no plano B. Ela sonha em se tornar uma treinadora de golfinhos e médica de gatos.

“Eu gostaria de ter a resposta”, diz Chas Lacaillade, fundador e CEO da agência de estrelas infantis Bottle Rocket Management, sobre esse segredo indescritível para o sucesso. “Eu seria um homem mais rico.”

Veja abaixo os youtubers mais bem pagos de 2019:

1. Ryan Kaji

Receita: US$ 26 milhões 

2. Dude Perfect

Receita: US$ 20 milhões  

3. Anastasia Radzinskaya

Receita: US$ 18 milhões  

4. Rhett and Link

Receita: US$ 17,5 milhões 

5. Jeffree Star

Receita: US$ 17 milhões

6. Preston (Preston Arsement)

Receita: US$ 14 milhões  

7. (empate) Markiplier (Mark Fischbach)

Receita: US$ 13 milhões 

7. (empate) PewDiePie (Felix Kjellberg)

Receita: US$ 13 milhões 

9. DanTDM (Daniel Middleton)

Receita: US$ 12 milhões

10. VanossGaming (Evan Fong)

Receita: US$ 11,5 milhões

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).