10 melhores universidades dos Estados Unidos em 2021

Andy Sacks/Getty Images
Andy Sacks/Getty Images

Entre as universidades dos Estados Unidos, a Califórnia-Berkeley se destaca como a primeira instituição pública na liderança do ranking

A Forbes acaba de divulgar a 13ª edição de sua lista anual das melhores universidades dos Estados Unidos. O ranking 2021 apresenta uma metodologia atualizada que explica melhor quais instituições estão realmente servindo como verdadeiros motores para a conquista do sonho americano. Pela primeira vez no ranking da Forbes – e em qualquer outra classificação do tipo – uma escola pública está no topo da lista, superando todas as Ivies (escolas que fazem parte da Ivy League, grupo de oito universidades espalhadas pelo país) – incluindo Harvard. A Universidade da Califórnia-Berkeley estreia direto na primeira posição.

“Os tempos exigem uma classificação que leve em conta a inclusão, não a exclusão, e as escolas que atendam muitos, e não apenas alguns privilegiados”, diz Christian Kreznar, editor-assistente da Forbes que liderou as apurações deste ano. “Depois de fazer uma pausa pandêmica no ano passado, decidimos reformular nossa classificação para refletir melhor a natureza mutante do ensino superior nos Estados Unidos. Um diploma de faculdade ainda é um dos investimentos mais significativos que as pessoas farão em suas vidas, e nossa nova metodologia captura essa aposta.”

LEIA TAMBÉM: Entenda por que o futuro do trabalho pode estar no metaverso

A Forbes classificou faculdades e universidades norte-americanas com base no retorno sobre o investimento e nos resultados que entregam a seus alunos. As escolas são consideradas com bom desempenho quando seus alunos se formam no prazo, conseguem altos salários e dívidas pequenas e continuam a ter carreiras de sucesso ao longo dos anos. Várias novas medidas e conjuntos de dados foram adicionados este ano para garantir que as descobertas sejam ainda mais robustas. Os dados foram reformulados para avaliar melhor os salários dos ex-alunos, acrescentar uma nova métrica para determinar a rapidez com que os graduados pagaram o custo da faculdade e contabilizar o quão bem as escolas estavam atendendo aos alunos de baixa renda.

Entre as 25 primeiras, seis são públicas e três do sistema da Universidade da Califórnia. Harvard, que ocupa o topo da lista desde 2017 e o Top 10 desde 2008, agora aparece em 7o lugar. A Universidade de Stanford, que vem ocupando o Top 3 desde 2012, este ano é a 4ª. Das Ivies, a maioria permaneceu entre as 10 primeiras, mas a Brown University caiu da 19ª para a 26ª posição.

Veja, na galeria de fotos a seguir, as 10 melhores universidades dos Estados Unidos em 2021:

 

  • 10.Universidade de Northwestern
    Localização: Evanston, Illinois
    Tipo: Privada
    População estudantil: 22.448
    Custo anual total: US$ 81.283
    Salário médio anual de ex-alunos US$ 120.300

    Universidade particular de elite no Illinois, Northwestern oferece aos alunos uma educação poderosa em uma ampla variedade de disciplinas. A instituição mantém três campi globalmente: o principal, em Evanston, ao norte de Chicago; um centro de pós-graduação e escola profissional no centro de Chicago; e um no exterior em Doha, Qatar. Os alunos podem escolher entre mais de 100 programas acadêmicos nas seis escolas de graduação da Northwestern, incluindo a McCormick School of Engineering e a mundialmente conhecida Medill School of Journalism. Aproximadamente 70% dos alunos de graduação combinam duas ou mais áreas de estudo. A universidade utiliza um sistema de trimestre com períodos acadêmicos mais curtos no outono, inverno e primavera, em vez dos semestres tradicionais. Os alunos podem usar o semestre de verão para oportunidades de pesquisa. O campus da Northwestern é rico em atividades, incluindo 400 clubes. Cerca de metade dos alunos enriquece sua experiência estudando no exterior.

    Divulgação
  • 9.Universidade da Pensilvânia
    Localização: Filadélfia, Pensilvânia
    Tipo: Privada
    População estudantil: 26.675
    Custo anual total: US$ 81.110
    Salário médio anual de ex-alunos US$ 142.900

    A Universidade da Pensilvânia cobre quase 121 mil hectares no oeste da Filadélfia, próximo ao centro da cidade e a várias faculdades vizinhas. A UPenn oferece quatro faculdades de graduação: a Faculdade de Artes e Ciências, a Escola de Engenharia e Ciências Aplicadas, a Escola de Enfermagem e a Wharton School, a primeira escola universitária de negócios. A universidade gerou inúmeros ex-alunos notáveis, incluindo o cantor e compositor John Legend, a jornalista Andrea Mitchell e os empresários Elon Musk, Tory Burch e o ex-presidente Donald Trump.

    f11photo/Getty Images
  • 8.Universidade da Califórnia, Los Angeles
    Localização: Los Angeles, Califórnia
    Tipo: Pública
    População estudantil: 44.371
    Custo anual total: US$ 66.541
    Salário médio anual de ex-alunos US$ 122.400

    Os candidatos à Universidade da Califórnia, em Los Angeles, enfrentam uma competição acirrada: a universidade pública é a mais concorrida do país. Este ano, foram mais de 139 mil inscrições. Com mais de 125 cursos de graduação, a UCLA não tem falta de oportunidades. Os alunos aprendem com professores premiados – oito deles receberam bolsas Guggenheim no ano passado – e dois centros no campus ajudam a combinar professores e alunos de graduação para oportunidades de pesquisa. Cerca de 45% dos alunos não pagam mensalidade e também existem bolsas de estudo por mérito. Ex-alunos notáveis incluem o pioneiro da MLB Jackie Robinson, o diretor Francis Ford Coppola, o diplomata Ralph Bunche e a senadora Kirsten Gillibrand.

    dszc/Getty Images
  • 7. Universidade Harvard
    Localização: Cambridge, Massachusetts
    Tipo: Privada
    População estudantil: 31.655
    Custo anual total: US$ 75.891
    Salário médio anual de ex-alunos US$ 147.700

    Fundada em 1636 em Cambridge, Massachusetts, a Universidade Harvard é a instituição de ensino superior mais antiga dos EUA e há muito tempo é o padrão ouro da educação norte-americana. Depois de passar seu primeiro ano em dormitórios no Harvard Yard, os alunos são colocados em uma das 12 casas residenciais no campus, cada uma com seus próprios refeitórios, equipes esportivas e tradições exclusivas. Harvard é o lar de muitos acadêmicos ilustres, incluindo os ganhadores do Prêmio Nobel William Kaelin e Michael Kremer, e vencedores do Prêmio Pulitzer, como o historiador Stephen Greenblatt e o ensaísta Louis Menand. Apesar de sua mensalidade anual, a ajuda financeira em Harvard é abundante. Famílias com renda familiar abaixo de US$ 65.000 não precisam pagar. Os formados por lá variam de vencedores do Oscar a juízes da Suprema Corte, mas alguns de seus ex-alunos mais bem-sucedidos são desistentes, como Bill Gates e Mark Zuckerberg.

    Bill Ross/Getty Images
  • 6. Instituto de Tecnologia de Massachusetts
    Localização: Cambridge, Massachusetts
    Tipo: Privada
    População estudantil: 11.520
    Custo anual total: US$ 72.462
    Salário médio anual de ex-alunos US$ 158.100

    Universidade líder global em pesquisa, o MIT atrai alguns dos mais brilhantes jovens intelectuais para seu campus em Cambridge todos os anos. A inovação é muito importante na instituição. No ano passado, pesquisadores do MIT deram entrada em 439 pedidos de patentes e 25 empresas foram criadas usando a propriedade intelectual da escola. Apesar do foco em STEM, todos os alunos devem completar um currículo básico abrangente, que inclui requisitos de laboratório e um teste de natação. Muitas das principais mentes do mundo foram para o MIT, incluindo o físico vencedor do Prêmio Nobel Richard Feynman, o renomado arquiteto I.M. Pei (que projetou quatro edifícios no campus do MIT) e o primeiro-ministro italiano Mario Draghi.

    Glow Images/Getty Images
  • 5.Universidade Columbia
    Localização: Nova York, Nova York
    Tipo: Privada
    População estudantil: 31.456
    Custo anual total: US$ 77.603
    Salário médio anual de ex-alunos US$ 132.100

    A Universidade Columbia na cidade de Nova York é uma universidade particular da Ivy League localizada na parte alta de Manhattan. A escola utiliza sua localização para fornecer aos alunos uma grande variedade de recursos e oportunidades de aprendizagem. Abriga três programas de graduação: o emblemático Columbia College, a faculdade de engenharia e a Escola de Estudos Gerais. Estudantes que buscam uma ampla educação em artes se beneficiam do currículo básico, que inclui literatura, redação e ciências, entre outras disciplinas. O ambiente acadêmico intensivo se estende a mais de 200 centros e institutos de pesquisa. Columbia dedica cerca de US$ 1 bilhão anualmente à pesquisa. A moradia é garantida por todos os quatro anos, e a maioria dos alunos aproveita isso. Mais ganhadores do Prêmio Nobel se formaram ou lecionaram em Columbia do que em qualquer outra universidade da Ivy League. Seus ex-alunos incluem 34 presidentes e primeiros-ministros e nove juízes da Suprema Corte.

    jianhaoguan/Getty Images
  • 4.Universidade de Stanford
    Localização: Stanford, Califórnia
    Tipo: Privada
    População estudantil: 17.249
    Custo anual total: US$ 78.218
    Salário médio anual de ex-alunos US$ 147.100

    Localizada nos arredores de Palo Alto, Califórnia, a Universidade de Stanford é uma universidade de pesquisa privada conhecida mundialmente por seus programas STEM, que produziram inúmeros vencedores do Prêmio Nobel, Prêmio Turing e Medalha Fields. A escola oferece 36 times universitários e 33 clubes esportivos. Famílias com renda anual abaixo de US$ 75.000 não pagam mensalidade, hospedagem ou alimentação. Os ex-alunos de Stanford incluem o bilionário investidor de risco Peter Thiel, o cofundador do Instagram Kevin Systrom, o senador Cory Booker e Sandra Day O’Connor, primeira juíza da Suprema Corte.

    Divulgação
  • 3.Universidade de Princeton
    Localização: Princeton, Nova Jersey
    Tipo: Privada
    População estudantil: 8.419
    Custo anual total: US$ 68.044
    Salário médio anual de ex-alunos US$ 150.500

    Princeton é uma importante universidade particular de pesquisa e a quarta faculdade mais antiga dos Estados Unidos. Os alunos são colocados em uma das seis faculdades residenciais e têm moradia garantida para todos os quatro anos de escola. Eles podem optar por mais de 30 cursos e 50 certificados. Os programas populares são nas ciências sociais, STEM e políticas públicas. Princeton tenta manter turmas pequenas e implementa um sistema de preceitos para facilitar discussões em grupo mais íntimas fora da classe. Os ex-alunos de Princeton costumam ser bem-sucedidos: a universidade produziu 21 bolsistas Rhodes na última década e 18 ex-alunos que receberam o Prêmio Nobel.

    Divulgação
  • 2.Universidade de Yale
    Localização: New Heaven, Connecticut
    Tipo: Privada
    População estudantil: 13.609
    Custo anual total: US$ 79.370
    Salário médio anual de ex-alunos US$ 141.300

    Segunda instituição mais antiga da Ivy League, Yale é conhecida por seus programas conceituados em história, economia, psicologia e inglês. Os estudantes são matriculados em uma das 14 faculdades residenciais no campus de New Haven, Connecticut. Cada faculdade possui um grande pátio e edifícios coloniais, góticos ou modernistas. Yale oferece aos alunos da graduação mais de 1.200 oportunidades de pesquisa nas áreas de ciência e tecnologia, abrangendo 45 programas de graduação. Sua política de ajuda financeira tem o objetivo de evitar que os alunos precisem fazer empréstimos. A escola atende às necessidades financeiras comprovadas de todos os alunos, independentemente do status de imigração ou cidadania. Os fundadores do Morgan Stanley, Pinterest, FedEx, Boeing e do Blackstone Group se formaram em Yale, bem como três presidentes dos Estados Unidos.

    f11photo/Getty Images
  • 1.Universidade da Califórnia, Berkeley
    Localização: Califórnia
    Tipo: Pública
    População estudantil: 43.185
    Custo anual total: US$ 71.282
    Salário médio anual de ex-alunos US$ 138.800

    Uma das melhores universidades públicas do país, a UC Berkeley tem uma rica tradição de liderança em mudanças tecnológicas e sociais. O corpo docente ajudou na descoberta das vitaminas E e K, no desenvolvimento da bomba atômica e na criação da vacina contra a gripe. Desde o Movimento pela Liberdade de Expressão da década de 1960, os alunos de Berkeley têm mantido uma forte tradição de envolvimento em movimentos de justiça social, uma atitude que permeia o espírito da escola até hoje. Os alunos podem escolher entre mais de 350 cursos. O corpo docente de Berkeley inclui quatro vencedores do Prêmio Pulitzer.

    russaaquarius/Getty Images

10.Universidade de Northwestern
Localização: Evanston, Illinois
Tipo: Privada
População estudantil: 22.448
Custo anual total: US$ 81.283
Salário médio anual de ex-alunos US$ 120.300

Universidade particular de elite no Illinois, Northwestern oferece aos alunos uma educação poderosa em uma ampla variedade de disciplinas. A instituição mantém três campi globalmente: o principal, em Evanston, ao norte de Chicago; um centro de pós-graduação e escola profissional no centro de Chicago; e um no exterior em Doha, Qatar. Os alunos podem escolher entre mais de 100 programas acadêmicos nas seis escolas de graduação da Northwestern, incluindo a McCormick School of Engineering e a mundialmente conhecida Medill School of Journalism. Aproximadamente 70% dos alunos de graduação combinam duas ou mais áreas de estudo. A universidade utiliza um sistema de trimestre com períodos acadêmicos mais curtos no outono, inverno e primavera, em vez dos semestres tradicionais. Os alunos podem usar o semestre de verão para oportunidades de pesquisa. O campus da Northwestern é rico em atividades, incluindo 400 clubes. Cerca de metade dos alunos enriquece sua experiência estudando no exterior.

 

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).