Apple negocia compra do Tidal

Venda traria consolidação em um espaço cada vez mais competitivo pelo streaming de música

Redação
Compartilhe esta publicação:
Apple negocia compra do Tidal (iStock)

Apple negocia compra do Tidal (iStock)

Acessibilidade


A Apple está em fase inicial de negociação para a compra do Tidal, serviço de streaming de música do rapper Jay Z, noticiou o “Wall Street Journal”.

O jornal, que não forneceu o nome das fontes ouvidas para a matéria, afirmou que conversas estão em andamento mas que isso não significa, necessariamente, o fechamento de um acordo. A notícia chega após rumores de que o Tidal estaria procurando potenciais compradores e de que já teria travado negociações com o Napster no ano passado.

VEJA TAMBÉM: Apple investe em inteligência artificial

A venda do Tidal, lançado no ano passado por Jay Z com a ajuda de artistas como Kanye West, Rihanna e Madonna, traria consolidação em um espaço cada vez mais competitivo pelo streaming de música.

O Spotify continua sendo o serviço mais popular, com 30 milhões de usuários. A Apple entrou para o mercado em 2015 com o Apple Music e já conta com 15 milhões de integrantes. O Tidal, enquanto isso, triplicou sua base de usuários nos últimos seis meses ao sair de um milhão para três milhões, de acordo com o CEO Jeff Toig, graças à exclusividade de alguns artistas, como Kanye West e Beyoncé.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

LEIA MAIS: Twitter investe US$ 70 milhões no SoundCloud

Uma coisa é certa: a batalha entre os aplicativos de streaming pelo mercado só tende a aumentar. O Spotify afirmou que, recentemente, a Apple teria bloqueado, intencionalmente, uma atualização do aplicativo na App Store. Nem os representantes da Apple, nem os do Tidal se pronunciaram sobre o assunto.

Compartilhe esta publicação: