Amazon perde US$ 53,6 bi em valor de mercado

Queda foi provocada pela notícia de que Donald Trump deseja controlar a gigante do varejo

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
iStock
iStock

Menos de duas horas no pregão, o volume de negócios com as ações da Amazon já havia excedido a média diária móvel de 10 dias

Acessibilidade


As ações da Amazon chegaram a cair 7,4% hoje (28), perdendo cerca de US$ 53,6 bilhões do valor de mercado, depois que o presidente dos EUA, Donald Trump, indicou que deseja controlar o grupo de varejo e tecnologia dos EUA.

LEIA MAIS: Amazon supera Google e é a segunda empresa mais valiosa nos EUA

Trump falou sobre mudar o tratamento tributário da Amazon porque está preocupado com o fechamento de pequenos varejistas familiares, informou o site “Axios”.

A queda das ações perdeu força depois que um funcionário da Casa Branca disse que não sabia de nenhuma mudança de política específica relacionada à Amazon no momento, acrescentando que estava sempre olhando para diferentes opções em uma série de questões.

A gigante do varejo não pode ser contatada para comentar o assunto.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Trump atacou a empresa em relação a impostos e emprego, mas não ofereceu evidências. Jeff Bezos, presidente-executivo da Amazon, é dono do jornal “Washington Post”, que Trump critica com frequência.

“O Capitólio quer o sangue do Facebook, mas o presidente Trump não está interessado. Em vez disso, o gigante tecnológico que Trump quer ir atrás é a Amazon”, relatou o site, citando cinco fontes que discutiram o assunto com ele.

VEJA TAMBÉM: Reputação de marcas da Apple e Google cai e Amazon.com mantém liderança

As ações de tecnologia já estavam sob pressão depois que o Facebook reconheceu, no começo do mês, que os dados de usuários haviam sido indevidamente coletados por uma empresa de consultoria.

“Com o Facebook e as preocupações regulatórias, a última coisa que os nervosos investidores em tecnologia queriam ver era a notícia de que Trump está mirando Bezos e a Amazon nos próximos meses, enquanto continua pairando essa nuvem sobre as ações e aumenta o perfil de risco aos olhos do mercado acionário”, disse o analista da GBH Insights Daniel Ives.

Menos de duas horas no pregão, o volume de negócios com as ações da Amazon já havia excedido a média diária móvel de 10 dias.

Por volta das 16h, as ações da varejista recuavam cerca de 4,5%, a US$ 1.429.

Compartilhe esta publicação: