Bolsa da China fecha em queda após saída de assessor da Casa Branca

Gary Cohn era visto como uma voz forte contra os protecionismos da administração Trump

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
iStock
iStock

O índice CSI300 recuou 0,75%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,55% (iStock)

Acessibilidade


Os mercados acionários da China reverteram os ganhos iniciais e fecharam em queda hoje (7), uma vez que as preocupações sobre uma possível guerra comercial devido à renúncia de Gary Cohn, defensor do livre comércio na Casa Branca.

LEIA MAIS: Boom de riqueza na China cria nova geração de mulheres bilionárias

Cohn, principal assessor econômico da Casa Branca e visto como uma das bases contra as forças protecionistas dentro da administração do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou sua saída ontem (6).

A decisão ocorreu após ele perder a disputa contra os planos de Trump de adotar fortes tarifas de importação sobre o aço e o alumínio.

“No momento, os investidores devem ficar cautelosos com o impacto das declarações protecionistas sobre tarifas de Trump”, escreveu em nota a Guosen Securities.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 0,75%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,55%.

O subíndice do setor financeiro recuou 0,41%, o de consumo caiu 1,35%, o imobiliário perdeu 1,59% e o de saúde recuou 0,83%. O índice que acompanha as empresas de matérias-primas caiu 1,1%.

VEJA TAMBÉM: UNDER 30 de FORBES Brasil terá indicações online

No restante da região a renúncia de Cohn também pesou ao alimentar os temores de que Trump vai avançar com as tarifas protecionistas e arriscar uma guerra comercial.

Às 7:07h (horário de Brasília), o índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha queda de 0,65%.

Em Tóquio, o índice Nikkei recuou 0,77%, a 21.252 pontos. Em Hong Kong, o índice HANG SENG caiu 1,03%, a 30.196 pontos. Em Xangai, o índice SSEC perdeu 0,55%, a 3.271 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, retrocedeu 0,75%, a 4.036 pontos. Em Seul, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,40%, a 2.401 pontos. Em Taiwan, o índice TAIEX registrou baixa de 0,36%, a 10.745 pontos. Em Cingapura, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 1,18%, a 3.450 pontos. Em Sidney, o índice S&P/ASX 200 recuou 1,01%, a 5.902 pontos.

Compartilhe esta publicação: