Apollo Global demonstra interesse pela Xerox

Abordagem causa ainda mais incerteza sobre a venda para a Fujifilm

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:

Abordagem causa ainda mais incerteza sobre a venda para a Fujifilm

Acessibilidade


A gestora de recursos Apollo Global mostrou interesse na possível compra da Xerox, criando mais incerteza sobre a venda da empresa de impressões de US$ 6,1 bilhões para a japonesa Fujifilm, disseram hoje (2) pessoas familiarizadas com o assunto.

LEIA MAIS: Troca na Xerox coloca em risco acordo com a Fujifilm

O movimento marca mais uma reviravolta na saga da Xerox. Ontem (1), a companhia informou que seu presidente-executivo, Jeff Jacobson, e a maior parte do conselho vão renunciar para acertar um processo dos acionistas ativistas Carl Icahn e Darwin Deason.

O interesse da Apollo pela Xerox foi reforçado pela indicação de John Visentin como novo presidente-executivo da empresa, disseram as fontes. Visentin tinha sido presidente-executivo da Novitex Enterprise e também presidente do conselho da Presidio, duas empresas nas quais a Apollo investiu.

Não há certeza de que a abordagem da Apollo atrairá a Xerox ou que leve a um acordo. A Fujifilm disse que vai desafiar uma ordem judicial suspendendo seu acordo com a Xerox, enquanto a última nova diretoria revisa os termos da negociação.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

As fontes pediram para não serem identificadas porque o assunto é confidencial. Apollo e Xerox se recusaram a comentar, enquanto a Fujifilm não respondeu aos pedidos de entrevista. Deason se recusou a comentar, enquanto Icahn não pôde ser encontrado.

As ações da Xerox caíam 8,6% às 16h44. A companhia tem valor de mercado de US$ 7 bilhões.

Como parte do acordo com Icahn e Deason, a Xerox disse que seu conselho de administração se reunirá imediatamente para começar a avaliar alternativas estratégicas para maximizar o valor ao acionista, incluindo o fechamento ou a reestruturação do acordo com a Fujifilm.

Compartilhe esta publicação: