Smiles vai começar a operar na Argentina

Empresa acredita que rentabilidade no país é semelhante à do Brasil

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
iStock
iStock

Smiles deve começar a operar na Argentina até o final deste ano

Acessibilidade


A empresa que administra redes de fidelidade de clientes Smiles deve começar a operar na Argentina até o final deste ano, em sua primeira expansão internacional, e que ocorre em um momento em que o governo local eleva taxas de juros que no Brasil vinham ajudando o resultado financeiro da empresa.

LEIA MAIS: Nubank lança programa de fidelidade de olho no público de alta renda

A companhia espera faturar na Argentina por volta do último trimestre deste ano e fez parceria para oferta de passagens aéreas com a companhia local Aerolíneas Argentinas. A parceria não é exclusiva e a empresa poderá buscar novas companhias nos próximos anos, disse o presidente da Smiles, Leonel Dias.

Segundo o executivo, a rentabilidade da operação argentina “é muito semelhante à do Brasil, podendo chegar a 20% em cinco anos”.

Para o lançamento das operações na Argentina, que serão focadas no público local, a Smiles prevê despesas entre US$ 3 milhões e US$ 4 milhões, disse o executivo durante teleconferência com analistas.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Na véspera, a Smiles divulgou leve queda no lucro do primeiro trimestre, com alta de despesas e recuo de receita financeira.

Compartilhe esta publicação: