Justiça portuguesa rejeita plano da Oi

Empresa afirmou em nota que decisão europeia não afeta recuperação.

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
Getty Images
Getty Images

Empresa afirmou que vai recorrer da decisão

Acessibilidade


A operadora de telefonia Oi disse hoje (01) que a justiça portuguesa rejeitou pedido de reconhecimento do plano de recuperação judicial da empresa e que vai recorrer da decisão.

VEJA TAMBÉM: Oi tem lucro líquido contábil de R$ 30,5 bi

De acordo com comunicado enviado ao mercado, a Oi disse que o juiz do Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa entendeu que seria necessário o trânsito em julgado da decisão da justiça brasileira que homologou o plano de recuperação no início do ano para reconhecer o acerto. O juiz não se pronunciou sobre mérito do plano, disse a Oi.

“A Oi respeitosamente discorda da decisão do juízo português e esclarece que pretende interpor o recurso cabível”, disse a companhia, acrescentando que o plano já foi reconhecido por tribunais nos Estados Unidos e na Holanda.

A Oi disse ainda que a decisão portuguesa não “impacta na higidez e plena eficácia do plano, cuja execução foi resguardada pelo juízo de recuperação judicial”.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Compartilhe esta publicação: