EDP Renováveis estreia em energia solar no Brasil

Empresa do grupo português fechou um contrato privado de 15 anos e 199 MW.

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
iStock
iStock

O parque solar terá capacidade instalada de 199 megawatts

Acessibilidade


A elétrica EDP Renováveis, do grupo português EDP Energias de Portugal, entrou no mercado brasileiro de energia solar ao assegurar um contrato privado, com duração de 15 anos, para a venda da produção futura de um parque solar que terá capacidade instalada de 199 megawatts, segundo comunicado da empresa.

LEIA MAIS: Energia solar impulsiona a economia na África

A companhia disse que o contrato entrará em vigor em 2022 e viabilizará a construção do chamado parque solar Pereira Barreto, no Estado de São Paulo. O negócio foi fechado pela subsidiária EDP Renováveis Brasil.

“Com este contrato a EDPR entra no mercado brasileiro de energia solar, reforçando e diversificando a sua presença em um mercado com baixo perfil de risco, por meio de contratos de longo-prazo, com recursos renováveis atrativos e fortes perspectivas para o setor a médio e longo prazo”, afirmou a companhia no comunicado, divulgado na noite de ontem (20).

A EDP Renováveis disse que, com o novo contrato, o grupo passa a somar atualmente um portfólio de 1 gigawatt em capacidade em projetos de energia renovável em construção e desenvolvimento que deverão iniciar operações até 2024. Segundo a empresa, todos esses empreendimentos têm a venda da energia assegurada em contratos de longo prazo.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Além dos investimentos da EDP Renováveis, a EDP também opera no Brasil por meio da EDP Energias do Brasil, que controla duas distribuidoras de eletricidade e possui ativos de geração e transmissão de energia no país.

Compartilhe esta publicação: