BlackBerry leva empresa de segurança digital: US$ 1,4 bi

A Cylance usa aprendizagem automática para evitar brechas de segurança

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
Mark Blinch/Reuters
Mark Blinch/Reuters

A Cylance usa aprendizagem automática para evitar brechas de segurança

Acessibilidade


A BlackBerry elevou sua aposta em inteligência artificial e segurança cibernética hoje (16), com a compra de US$ 1,4 bilhão da empresa especialista em aprendizagem automática Cylance, sediada na Califórnia. A empresa canadense de tecnologia, que dominou o mercado de smartphones há uma década, passou a vender software para gerenciar dispositivos móveis e tecnologias emergentes, como carros autônomos.

LEIA MAIS: BlackBerry tem resultado acima do esperado

A Cylance usa a aprendizagem automática para evitar o surgimento de brechas de segurança. Seus aplicativos tentam bloquear tentativas de malware ou infiltração, em vez de reagir após uma violação. Com mais de 3,5 mil clientes corporativos ativos, a empresa vinha considerando listar ações na bolsa de valores, de acordo com uma notícia da Business Insider.

“A liderança da Cylance em inteligência artificial e segurança cibernética complementará imediatamente todo o nosso portfólio”, disse o presidente-executivo da BlackBerry, John Chen.

O presidente-executivo da empresa baseada na Califórnia, Stuart McClure, disse que o acordo será capaz de impulsionar a força da Blackberry em comunicações móveis e segurança para adaptar sua tecnologia de inteligência artificial.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Além do US$ 1,4 bilhão que a BlackBerry pagará, o acordo também inclui a hipótese de incentivos para funcionários da Cylance, segundo a BlackBerry. A Cylance continuará a operar como uma unidade de negócios separada após o fim das negociações, segundo a BlackBerry. O acordo está previsto para ser concluído em fevereiro de 2019.

Compartilhe esta publicação: