Tribunal do Canadá concede fiança a CFO da Huawei

Medida que pode aplacar irritação de autoridades chinesas com a prisão

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
Alexander Bibik/Reuters
Alexander Bibik/Reuters

Medida que pode aplacar irritação de autoridades chinesas com a prisão de Meng

Acessibilidade


Um tribunal canadense concedeu ontem (11) fiança a uma executiva da Huawei Technologies enquanto ela aguarda audiência de extradição para os Estados Unidos, em medida que pode ajudar a aplacar a irritação de autoridades chinesas com sua prisão. Em uma audiência em Vancouver, na Columbia Britânica, o juiz William Ehrcke concedeu fiança a Meng, sujeita a uma garantia de US$ 7,5 milhões e outras condições.

LEIA MAIS: China ameaça Canadá por prisão de CFO da Huawei

Meng Wanzhou, de 46 anos, vice-presidente financeira da Huawei e filha de seu fundador, enfrenta acusações dos EUA de que ela enganou bancos multinacionais sobre transações ligadas ao Irã, colocando os bancos sob o risco de violar as sanções dos EUA.

A China ameaçou o Canadá com graves consequências, caso Meng não fosse liberada imediatamente.

Um cidadão canadense foi detido na China, disse o Canadá ontem. O governo canadense informou que não vê nenhuma ligação explícita com o caso da Huawei, mas analistas previram retaliação de Pequim. Duas fontes disseram que a pessoa detida era o ex-diplomata canadense Michael Kovrig.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Compartilhe esta publicação: