14 erros cometidos por empreendedores iniciantes

Getty Images
Não dormir e identificar prioridades erradas são alguns deles

A pergunta sobre os erros mais comuns dos empreendedores iniciantes apareceu originalmente no Quora – plataforma para compartilhar e adquirir conhecimento, capacitar as pessoas e entender melhor o mundo.

LEIA MAIS: 5 dicas para se tornar um CEO de sucesso

Patrick Mathieson, investidor da área de software na Toba Capital, listou os principais 14 erros que as pessoas ávidas por empreender, mas com pouca experiência no assunto, cometem. Veja, a seguir, quais são eles:

1. Dar muita importância para as opiniões dos investidores/capital de risco;

2. Arrecadar dinheiro de investidores nos quais não confia ou que não acreditam realmente nos fundadores;

3. Não impactar o mercado com frequência suficiente;

4. Complicar as mensagens, presumindo que as pessoas lhe darão mais do que 0,1 segundo de atenção;

5. Não pensar o suficiente sobre a velocidade das vendas e se os clientes terão o desejo e a capacidade de comprar rapidamente;

6. Não identificar os tipos de clientes que pagarão por um preço alto o suficiente para apoiar o modelo de negócios;

7. Achar que vender para um cliente gigante resolverá todos os problemas;

VEJA TAMBÉM: Os melhores aplicativos para baixar em 2019

8. Definir prioridades erradas e trabalhar em muitas iniciativas de uma só vez;

9. Não passar tempo o suficiente cultivando aliados (é melhor ter um único e fiel obcecado pelo seu produto ou serviço do que dez que o conheçam superficialmente);

10. Tornar-se completamente neurótico com relações públicas e marketing e ficar parecendo uma startup genérica;

11. Esperar muito tempo para dispensar funcionários;

12. Aceitar pessoas medíocres ou que podem ser um risco em suas primeiras contratações;

13. Trabalhar em algum lugar que seja uma distração;

14. Não dormir.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).