Porsche diz que nova geração do Macan será elétrica

Getty Images

Seu primeiro SUV compacto com propulsão totalmente elétrica deve sair da linha de montagem no início da próxima década.

A Porsche acaba de anunciar que a próxima geração do Macan será completamente elétrica. Segundo a marca, uma das principais de automóveis esportivos do mundo, seu primeiro SUV compacto com propulsão totalmente elétrica deve sair da linha de montagem no início da próxima década.

LEIA MAIS: Carro da Apple pode ser uma van elétrica

O desenvolvimento da nova série representa uma expansão da linha Porsche no campo da eletromobilidade. O primeiro carro-esportivo da Porsche movido exclusivamente a eletricidade, o Taycan, será lançado no Brasil no final de 2019.

Segundo Oliver Blume, presidente do Conselho de Administração da marca, a eletromobilidade e a Porsche combinam perfeitamente, não apenas por compartilharem o foco na alta eficiência, mas especialmente devido à personalidade esportiva.

“Até 2022, investiremos mais de € 6 bilhões em mobilidade elétrica e, em 2025, a metade dos novos veículos da Porsche terão um sistema de propulsão elétrico. Apesar disso, ao longo dos próximos dez anos, vamos focar em uma combinação de sistemas que consiste em motores a gasolina ainda mais otimizados, modelos híbridos plug-in (que podem ser carregados na rede elétrica normal) e carros-esportivos operados exclusivamente a eletricidade”, diz Oliver Blume, presidente do Conselho de Administração da Porsche. “Nosso objetivo é ter um papel pioneiro na tecnologia e, por isso, vamos continuar alinhando permanentemente a empresa com a mobilidade do futuro.”

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).