15 dicas de Mari Saad para empreender no universo digital

Aos 23 anos, Mari Saad coleciona mais 1,5 milhão de inscritos em seu canal no YouTube, 2,6 milhões de seguidores no Instagram e quase 500 mil fãs no Facebook.
Aos 23 anos, Mari Saad coleciona mais 1,5 milhão de inscritos em seu canal no YouTube, 2,6 milhões de seguidores no Instagram e quase 500 mil fãs no Facebook

Nascida em Jales, interior de São Paulo, a digital influencer Mari Saad, eleita Under 30 pela Forbes na edição 2018, tinha a pretensão de cursar Medicina. Os ventos começaram a mudar quando, ainda no colegial, a jovem descobriu o universo da maquiagem a partir da rotina e envolvimento da mãe com os produtos de beleza.

VEJA TAMBÉM: 10 destaques brasileiros abaixo dos 30 anos

A carreira da influenciadora digital começou com o desejo de conseguir o próprio dinheiro ainda no ensino médio e, aos poucos, a atividade foi ganhando novas proporções. “Eu era aquela que maquiava as amigas para as festas da escola. Como eu morava no interior, conseguia divulgar bem meu trabalho – às vezes precisava faltar à aula para dar conta da demanda. Quando chegou a época de prestar vestibular eu já estava muito envolvida com a maquiagem e acabei não sendo aprovada.”

Já com blog e canal no YouTube sobre o universo da beleza, Mariana mudou-se para São Paulo na tentativa de se preparar e, mais uma vez, tentar a vaga na faculdade de Medicina. Sem conseguir comparecer ao primeiro dia de aula no curso preparatório por conta dos trabalhos como maquiadora, a jovem entendeu que seu caminho era outro. A partir de então, com o prazo de um ano estipulado pelos pais para fazer sua escolha de carreira acontecer, a influencer passou a se dedicar em tempo integral à maquiagem.

Hoje, aos 23 anos, Mariana coleciona mais 1,5 milhão de inscritos em seu canal no YouTube, 2,6 milhões de seguidores no Instagram e quase 500 mil fãs no Facebook. Além de assinar linhas de pincéis, sombras e batons líquidos para as marcas Océane e Payot, a jovem empreendedora espera lançar sua própria marca de cosméticos ainda este ano.

Veja, na galeria de imagens a seguir, 15 dicas de Mari Saad para empreender de forma sólida no universo digital:

  • 1. Estabeleça metas

    Estipule prazos e determine o que será investido em seu negócio para que ele aconteça. Entrar de cabeça e sem planejamento pode levar facilmente à frustração, caso as coisas não corram como o esperado.

    “Tive o apoio dos meus pais, mas eles estipularam o prazo de um ano para que eu ganhasse dinheiro com a maquiagem. A ideia era que eu não me frustrasse ou investisse nisso com tudo.”

  • 2. O conhecimento é a maior arma do seu negócio

    Por mais que as redes sociais façam parte da vida e rotina de qualquer pessoa, seu uso como ferramenta de trabalho requer conhecimentos mais profundos e abrangentes. Procure compreender como as plataformas podem impulsionar e direcionar seu empreendimento. Faça cursos, participe de workshops e palestras. Procure informação.

    “O sonho, às vezes, leva a gente a caminhos que não gostaríamos e, por causa disso, perdemos o foco. Recebi muitas propostas, mas sabia que meu campo era internet. Então cursei Rádio e TV e Mídias Sociais Digitais. Por mais que eu tivesse experiência prática com o YouTube, os cursos me deram uma visão operacional de negócios e como administrar isso. Foi assim que consegui concretizar tudo.”

  • 3. Produza conteúdos que aproximem o público

    Apostar em uma comunicação engessada e impessoal faz com que as pessoas não se sintam próximas à sua marca. Fale diretamente com o seu público sobre assuntos complementares, cotidianos e que despertem a curiosidade.

    “A maquiagem me levou para outros universos. Falo sobre cabelo, alimentação e estilo de vida. Também tenho um quadro chamado ‘Diário da Mari’, que foi onde ganhei engajamento, e lá abordo assuntos diversos e compartilho muitas coisas pessoais.”

  • 4. Comece pelo mais simples e, aos poucos, incremente seu portfólio

    Começar pelo menos elaborado é uma forma de investir com segurança – observe a aceitação e o que precisa ser melhorado. Quanto mais complexo o produto, maior a necessidade de expertise.

    “Uma boa maquiagem é, também, resultado de produtos de qualidade. Aprendi muito com isso e lancei uma linha de pincéis em parceria com a Océane. Comecei com coisas simples para entender meu nicho. Agora estou trabalhando e desenvolvendo minha própria marca de cosméticos e é tudo muito diferente. Preciso pensar em textura, durabilidade, qualidade e estudar tendências. É outro negócio. Requer novos funcionários e logística.”

  • 5. Use as redes com responsabilidade

    A exposição requer cuidado. Seja responsável com o conteúdo que replica porque você pode ser um exemplo para os demais.

    “As pessoas se inspiram muito e esperam algo de você — isso me faz pensar mais sobre o que falar e como falar. Eu sempre reforço que a maquiagem vai além de um rosto bonito. Ela mexe muito com a autoestima. Não é brincadeira quando alguém comenta que saiu da depressão quando passou a acompanhar seu trabalho. Com isso em mente, eu só falo se for relevante, nunca compartilho nada que não tenha um motivo bom. Sempre me questiono: ‘Estou contando isso por quê? Vai ajudar as pessoas de que forma?’.”

  • 6. Descubra qual a plataforma ideal para o seu negócio

    Cada tipo de conteúdo requer uma produção e é melhor aceito em determinada rede social. Saiba identificar onde cada mensagem deve ser publicada para que a entrega e o engajamento sejam mais efetivos.

    “O YouTube ainda tem muito espaço por conta do engajamento. Lá a missão é passar um conteúdo completo, já que a própria plataforma oferece mais tempo. Por outro lado, o Instagram funciona como uma vitrine, os stories ajudam muito no dia a dia — é aquilo que está acontecendo no momento. O IGTV é um formato que ainda não está claro, falta um clique para realmente acontecer. Eu vejo que as redes se complementam, então o que eu faço é encaixar a demanda de cada cliente onde for ideal.”

  • 7. Crie frequência para suas postagens

    Identifique os horários e dias de maior audiência em suas redes e use isso para trabalhar frequência e obter maior alcance em suas publicações.

    “O Instagram tem maior impacto de visualização e visibilidade. Postar em horários estratégicos ajuda a aumentar o engajamento. Também organizo com as pessoas os dias que as coisas irão acontecer. É importante manter a regularidade, isso ajuda a manter o público que acompanha o seu trabalho.”

  • 8. Explore as oportunidades

    É importante focar em uma estratégia, mas é essencial observar além do óbvio para identificar formas de fazer seu negócio crescer e impactar novos grupos de pessoas.

    “Eu busco oportunidade em tudo o que eu faço. Tudo e todos são importantes. No começo, eu entregava cartão de visita no metrô e sempre enxergava uma possibilidade nas pessoas que encontrava na rua. Nas palestras que dou, eu falo muito isso: se veja como um produto e saiba se vender.”

  • 9. Trabalhe o diferencial

    Em meio a tantos negócios digitais e ofertas de produtos e serviços, é preciso trabalhar algo que destaque sua marca para evitar cair no limbo do “mais do mesmo”.

    “Meu diferencial é conseguir fazer um high low (estilo que mistura itens sofisticados com produtos de baixo custo) e passar isso para o meu público. Consigo aplicar o que me inspira e é tendência no dia a dia da mulher, e trago isso para um universo mais acessível.”

  • 10. Invista na comunicação e no visual

    A estética digital da sua marca também serve como um cartão de visitas – é a primeira coisa relacionada ao seu trabalho com a qual o público tem contato. Mas lembre-se de que imagem sem conteúdo de qualidade não é suficiente para manter a consistência e a credibilidade do seu negócio.

    “Independentemente da carreira e da profissão, estar no digital é uma forma de conseguir clientes. Logo, é preciso pensar em uma estética que transmita sua ideia de marca. As pessoas se preocupam muito com a imagem. Em paralelo, é preciso investir em si mesmo, no conteúdo, porque é isso que fica. Qual o seu propósito? Por que você realmente quer e faz isso? Precisa ter um valor mais agregador, criativo. Quem se comunica e se expressa melhor, sai na frente.”

  • 11. Cuide da imagem da sua marca

    Seja seletivo ao compartilhar qualquer tipo de conteúdo. Lembre que marcas, clientes e pessoas podem estar atrelados profissionalmente a você.

    “Para conseguir o respeito das empresas, é preciso ter um olhar aguçado. A companhia que investe atrela o nome dela ao seu. É uma responsabilidade grande, uma vez que qualquer passo em falso pode prejudicar também terceiros.”

  • 12. Aprenda a dividir as tarefas

    Conseguir confiar seu negócio a outras pessoas pode ser uma tarefa difícil, mas, à medida que o empreendimento cresce, fica difícil abraçar e executar todas as atividades. Aprenda a delegar para ter um trabalho entregue com mais qualidade e poder dedicar-se a outras coisas além do seu negócio — como família, amigos ou projetos paralelos.

    “Crescer e conseguir confiar minha marca à equipe que trabalha comigo é essencial para que, além de poder cuidar de mim, eu possa me dedicar a outras coisas. Além disso, acabamos gerando oportunidades de emprego.”

  • 13. Os números não são tudo, mas também importam

    Manter bons índices de engajamento, visualização e alcance são formas de provar, para possíveis investidores e parceiros, que você tem resultados consistentes e pode contribuir para o negócio deles também.

    “Os números não são o mais importante, mas, de certa forma, são um retrato do seu trabalho. Eu acho que é o resultado natural quando se produz conteúdo de qualidade com preparo, foco e dedicação.”

  • 14. Saiba separar o joio do trigo

    Tomar a decisão de empreender no universo digital implica em saber filtrar como as pessoas responderão a isso. Elogios, inspiração e críticas construtivas virão no mesmo pacote dos julgamentos e comentários destrutivos. Estar preparado para isso ajuda a manter o foco e não deixar de acreditar que tudo pode dar certo.

    “No começo, em alguns momento, a energia desse universo foi um pouco pesada, mas você precisa confiar no que faz, caso contrário, como vai vender seu serviço? Seja o que deseja que as pessoas vejam em você. Não adianta só dizer, é preciso contribuir para que isso aconteça. Quanto às críticas, as construtivas são realmente válidas e importantes. As destrutivos você, simplesmente, desconsidera. Essa é a única forma de se preservar e proteger.”

  • 15. Mantenha pessoas que o apoiem por perto

    Da mesma forma que é preciso confiar o negócio à sua equipe, também é preciso saber dividir seus medos, inseguranças e fragilidades com alguém. O caminho pode ser cansativo, e dividir a carga emocional pode ajudá-lo a se manter centrado e confiante.

    “Experiência, preparo e maturidade foram importantes, mas a base familiar foi essencial. Ter pessoas com quem você pode compartilhar significa muita coisa.”

1. Estabeleça metas

Estipule prazos e determine o que será investido em seu negócio para que ele aconteça. Entrar de cabeça e sem planejamento pode levar facilmente à frustração, caso as coisas não corram como o esperado.

“Tive o apoio dos meus pais, mas eles estipularam o prazo de um ano para que eu ganhasse dinheiro com a maquiagem. A ideia era que eu não me frustrasse ou investisse nisso com tudo.”

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).