Como transformar a falha da sua startup em sucesso

Reprodução/Forbes
Sissel Hansen, fundadora e CEO da Startup Guide, está em uma missão para ajudar os empreendedores a terem sucesso

Conforme o mundo corporativo muda, mais pessoas querem lançar suas próprias empresas. No entanto, 90% das startups falham. Sissel Hansen, fundadora e CEO da Startup Guide, está em uma missão para ajudar os empreendedores a terem sucesso.

LEIA MAIS: 6 passos para planejar o sucesso da sua startup

A Startup Guide é uma empresa de publicação e mídia que produz guias e conteúdo online para ajudar potenciais futuros empresários a navegarem e se conectarem com diferentes ecossistemas em todo o mundo. “Nossa missão é orientar, capacitar e inspirar as pessoas a iniciarem seu próprio negócio em qualquer lugar”, diz Sissel.

O que torna a Startup Guide única é que ela reconhece as diferenças culturais e geográficas ao mergulhar profundamente em vários locais. Os livros e o conteúdo digital contam com conselhos de especialistas e fundadores regionais, assim como listas selecionadas das startups já existentes nas proximidades, espaços de coworking e programas empresariais. Até agora, a companhia abrange mais de 20 cidades da Europa, do Oriente Médio e dos Estados Unidos, incluindo Nova York, Londres, Copenhague e Tel Aviv. Mais de uma dúzia de livros adicionais que incluem cidades da Ásia à África estão sendo preparados para 2019.

Sissel começou a pesquisar e compilar seu primeiro guia para startups enquanto vivia em Berlim, em 2012. Apesar de enfrentar a rejeição de vários investidores, ela perseverou e lançou sua empresa em 2014. O “Startup Guide Berlin Vol. 1” esgotou em dois dias.

“Começar um negócio do zero não é fácil”, adverte ela. “Há muitos obstáculos pelos quais você passa e que nunca previu por não ter capital suficiente para contratar os profissionais certos para sua equipe. Muitas vezes, ao longo do caminho, cheguei perto de desistir porque as coisas pareciam não estar funcionando, não havia o suficiente para o desenvolvimento ou pela grande quantidade de entraves. Mas, no fim, tudo deu certo.”

Sissel acredita que, com a Startup Guide, criou uma empresa alinhada com o propósito da sua vida. “Eu valorizo ​​a comunidade em todos os aspectos da minha vida, seja privada ou profissional”, diz. “Com a empresa, criei uma comunidade na qual as pessoas se sentem bem, estão empoderadas e empolgadas para explorar seus arredores e se conectar. Em cada cidade aonde vamos, encaramos as pessoas como amigas em vez de vê-las como uma maneira de expandir nossa rede.”

VEJA TAMBÉM: Diageo mapeia startups em projeto de inovação

Além disso, Sissel valoriza a liberdade e a flexibilidade que sua carreira lhe traz. Quando ela era jovem, seu pai era um empreendedor. “Ele trabalhou e viajou muito, mas também era apaixonado pelo que fazia e geralmente estava em casa quando eu chegava da escola. Gostei da ideia de administrar seu tempo em vez de ser obrigada a ir trabalhar das 9h às 17h”, diz ela.

A maior recompensa de sua carreira, diz Sissel, é observar as pessoas tomarem grandes decisões para trabalhar com aquilo que sonham depois de lerem um de seus guias e se conectaram com a comunidade de apoio de empreendedores. “No final do dia, queremos ser felizes com nossas vidas. Tudo se resume a não precisar sacrificar seus hobbies pelo trabalho ou vice-versa. Eu acredito que a Startup Guide ajuda as pessoas, dando-lhes a oportunidade de encontrar a felicidade fazendo o trabalho que elas realmente querem fazer.”

Para as pessoas que procuram descobrir seu propósito de vida, ela aconselha: “Pergunte a si mesmo: o que faz seu coração bater? O que faz seus olhos brilharem? Em seguida, pense sobre aquilo no que você é bom e como pode usar suas habilidades para alcançar seus sonhos. Depois de passar por esse processo, prepare-se para arregaçar as mangas e começar a trabalhar”.

Veja, na galeria de fotos abaixo, 5 dicas para transformar a falha da sua startup em sucesso:

  • 1. Seja paciente

    Você pode achar que consegue fazer as coisas da noite para o dia e, assim, o sucesso vem fácil – mas a realidade é que construir uma empresa geralmente leva muito tempo. E você precisa aceitar isso, senão terá um caminho difícil.

    “Quando estava desenvolvendo a Startup Guide, achei que seria um processo rápido. Mas aprendi rapidamente que uma das maiores e mais importantes habilidades que eu precisava era a paciência. Precisava entender que implementar mudanças verdadeiras e fazer a diferença na vida das pessoas não aconteceria da noite para o dia. No momento em que mudei minha percepção e aceitei isso, comecei a aproveitar mais a jornada”, diz Sissel.

    Quando dizem que começar uma empresa é mais uma maratona do que uma corrida, é verdade! Causar um impacto não acontece em um piscar de olhos.

  • 2. Tenha um orçamento para as coisas que demoram

    “Quando lancei a Startup Guide, tive de trabalhar muito por um pequeno ganho financeiro”, conta Sissel. Por isso, certifique-se de fazer um orçamento para os muitos meses – ou até anos – que você não estará ganhando dinheiro. Além disso, tenha uma reserva também para projetos de longo prazo. Depois de publicar livros por quatro anos, lançamos recentemente um site de mídia. Esse acréscimo à nossa marca consumiu tempo, recursos e foco.

  • 3. Permaneça em controle pelo maior tempo possível

    Bootstrapping é um termo do mundo do empreendedorismo que significa criar sua startup usando somente recursos próprios, sem recorrer a investidores externos. “Meu conselho é o bootstrap para permanecer em controle de sua startup pelo maior tempo possível – ou seja, não se sujeite às limitações impostas por um investidor. Não busque recursos até que seja necessário para continuar crescendo.”

    Sissel conta que, inicialmente, procurou investidores para a Startup Guide, mas acabou optando pelo bootstrap para lançar o primeiro guia – e diz que se sente feliz por ter tomado essa decisão. “No fim, sua experiência como fundador é mais do que resultados e sucesso financeiro. Você ficará mais feliz se estiver no controle, especialmente nos estágios iniciais.”

  • 4. Teste suas suposições

    A empreendedora lembra que, no início do ano passado, estava trabalhando em uma plataforma chamada Startup Everywhere, na qual era possível aprender como transformar uma ideia de startup em realidade com a ajuda de recursos, conselhos e ferramentas de rastreamento. “Mas cometemos erros ao longo do caminho. Deveríamos ter testado. Mas achamos que porque já estávamos no setor há alguns anos, sabíamos exatamente o que deveria ser criado. Por isso, meu conselho é sempre testar as suas suposições e novas ideias com um projeto de baixo orçamento primeiro. Certifique-se de que você está construindo algo que as pessoas realmente querem.”

  • 5. Ajuste e melhore seus negócios já existentes

    Ao criar um novo produto ou serviço para sua marca, invente algo próximo à parte central do negócio. Você não precisa tentar sempre algo inédito. Em vez disso, ajuste os produtos que já oferece, aumentando e aprimorando-os.

1. Seja paciente

Você pode achar que consegue fazer as coisas da noite para o dia e, assim, o sucesso vem fácil – mas a realidade é que construir uma empresa geralmente leva muito tempo. E você precisa aceitar isso, senão terá um caminho difícil.

“Quando estava desenvolvendo a Startup Guide, achei que seria um processo rápido. Mas aprendi rapidamente que uma das maiores e mais importantes habilidades que eu precisava era a paciência. Precisava entender que implementar mudanças verdadeiras e fazer a diferença na vida das pessoas não aconteceria da noite para o dia. No momento em que mudei minha percepção e aceitei isso, comecei a aproveitar mais a jornada”, diz Sissel.

Quando dizem que começar uma empresa é mais uma maratona do que uma corrida, é verdade! Causar um impacto não acontece em um piscar de olhos.

 


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).